NotíciasPolítica

Radicais chamam Tereza Cristina de ‘traíra’ por falta ao evento convocado por Bolsonaro, em SP

Compartilhar:
A senadora sul-mato-grossense Tereza Cristina, do PP, levou uma bronca dos bolsonaristas tidos como radicais por ela ter faltado à convocação do ex-presidente, no domingo (25), na Avenida Paulista, em São Paulo.

A reprimenda contra a ex-ministra da Agricultura na gestão de Jair Bolsonaro, foi divulgada por meio das redes sociais.

“Não pode estar com o Bolsonaro na Paulista no domingo, mas pode estar com essa turma hoje? Como disse Jair Bolsonaro ao postar uma foto dele com seu saudoso pai segurando um peixe: ‘Desde criança estou acostumado a lidar com traíra’”, escreveram os bolsonaristas.

Apoiadores do ex-mandatário criticaram o fato de a senadora não ir ao manifesto na Paulista, no domingo, mas, na terça (27), dois dias depois, anteontem, participar de uma reunião promovida pela Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo, a Faesp. Depois, a chamaram de traíra.

Também via redes sociais, antes do evento da Paulista, Tereza Cristina disse que na data marcada do evento de Bolsonaro, ela estaria afastada de eventos públicos por obedecer procedimentos médicos.

A senadora, ainda pelas redes, no domingo, manifestou-se favorável ao ato conduzido por Bolsonaro, dizendo-se solidária ao manifesto e que teria sido “um verdadeiro congraçamento ver amarelo”.

 

Fonte:CE

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo