EconomiaNotícias

Com prejuízo por conta da estiagem, lavouras de MS concluem colheita da soja

Compartilhar:

Com estimativa de aumento de 7% de área cultivada, a colheita da soja foi finalizada em todas as lavouras de Mato Grosso do Sul. Além disso, o plantio de milho também já foi finalizado em todo o Estado.

De acordo com as informações preliminares do novo boletim do Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio (SIGA/MS), se confirmada a expectativa, a área cultivada nesta safra foi de 3,776 milhões de hectares. A safra de 2020/2021 teve 3,529 milhões de hectares em área cultivada.

Já a produtividade esperada é de 50,60 sacas por hectare, gerando uma produção de 11,464 milhões de toneladas.

No entanto, os números totais só serão divulgados no fim do mês. De acordo com o presidente da Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja), André Dobashi, os dados foram recolhidos e precisam ser auditados e, por isso, só serão informados no dia 26 de abril.

“Os técnicos foram a campo para fazer nova avaliação, auditar os dados e com isso teremos o fechamento do total colhido para divulgar dia 26 de abril”, afirmou.

Dobashi ainda explica que a estiagem do final do ano passado e início deste fez com que algumas áreas nem pudessem ser colhidas, o que acabou gerando prejuízo.

“Tivemos perdas acima de 60% em algumas lavouras, outras nem foi possível colher. O cenário de estiagem nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro prejudicou muito as lavouras de soja “, destaca.

Por sua vez, Jaime Verruck, titular da secretaria de estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, aponta que a perda pela estiagem pode chegar a 2 milhões de toneladas na produção de soja, especialmente nas regiões Sul e Sudoeste.

“A expectativa, agora, é com relação ao milho. Por enquanto está chovendo bastante e tem previsão de chuvas fiquem também abaixo da média nos próximos três meses, o que não é bom para o desenvolvimento da planta”.

Além do fim da colheita da soja, também foi registrado o término do plantio do milho, com área estimada em 1,992 milhão de hectares para esse ano.

Se comparado com a safra passada, a área teve retração de 12,6%. Já a produtividade estimada é de 78,13 sacas por hectares, gerando uma expectativa de produção de 9,34 milhões de toneladas.

O projeto SIGA/MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio) é coordenado pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) em conjunto com a Aprosoja/MS (Associação de Produtores de Soja de MS) e Famasul (Federação de Agricultura).

 

Fonte:CE

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo