NotíciasTecnologia

Uso de energia fotovoltaica pode ser alívio nas despesas e salvar balanço de empresas

Em tempos de dinheiro curto, ficar à mercê da variação das contas de energia elétrica tem sido um fator que atrapalha e muito o planejamento financeiro de empresas e indústrias.  Por conta disso, empresários têm buscado alternativas mais viáveis para evitar contas de luz com preço nas alturas, uma delas é a instalação de sistemas de energia solar.

Para se ter uma ideia, a geração de energia solar no Brasil cresceu tanto que um comparativo entre os meses de dezembro de 2020 e dezembro de 2021 mostra uma variação de 76% a mais de unidades de um ano para o outro, segundo dados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica.

Para organizar esse mercado, em janeiro deste ano, o Governo Federal sancionou a Lei nº 14.300/22, que trata do Marco Legal da Geração Distribuída, um conjunto de normas que passa a regular a geração de energia elétrica que ocorre junto ou próximo às instalações dos consumidores. O consultor César Sena, da Insight Consultoria, explica que quem já possui painéis solares continuará recebendo subsídios até 2045 e que o benefício também valerá para aqueles que solicitarem acesso à rede de distribuição até um ano após a publicação da lei. Para quem fizer a instalação após este prazo, haverá um prazo de transição até arcar com todos os encargos. “É importante lembrar que quem pensa em realizar a instalação de energia solar deve deixá-la pronta e ligada no máximo até dezembro de 2022. Por isso, o ideal é que você seja rápido”, pontua.

Com o objetivo de ajudar os empresários a saber o quanto é viável instalar painéis solares em suas empresas, Cesar e o sócio Jorci Maia, ao lado de um time de consultores, realizam estudos de viabilidade. “Conseguimos orientar sobre o capital a ser investido e como consegui-lo, com as melhores taxas possíveis para o seu negócio e, além disso, encaminhamos esse empresário a uma empresa que poderá realizar o serviço técnico de instalação e manutenção”, explica Jorci. Ele afirma que aderir à energia fotovoltaica pode significar uma economia de até 95% na conta de luz, o que pode trazer alívio às contas e, inclusive, salvar negócios.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar