DestaqueNotícias

Sexta-feira 13! Entenda a data que é o terror dos supersticiosos

A sexta-feira 13 é uma data um tanto polêmica para algumas pessoas que acreditam que o dia contém ‘energias negativas’. Reza a lenda que o número 13 pode trazer má sorte aos que não se cuidam.

Para saber mais sobre a sexta-feira 13, a reportagem foi buscar algumas explicações. Confira!

Origem na bíblia

A origem da superstição sobre a data ainda é desconhecida. Mas, existem algumas histórias para a origem da sexta-feira 13. A primeira delas parte do cristianismo, onde em sua última ceia, Jesus Cristo teria reunido todos os seus doze discípulos e, com ele, haviam 13 pessoas no local. A reunião teria acontecido na quinta-feira e no dia seguinte, sexta-feira, ele teria morrido.

Além disso, a tradição cristã ainda une o fato de ele ter morrido numa sexta-feira ablativa do apocalipse, que tem o número 13 como principal. Ainda na linha cristã, Adão e Eva teriam comido o ‘fruto proibido’ em uma sexta-feira.

Além disso, a quantidade de participantes durante o último evento de Jesus: a ceia, que contou com ele e os 12 apóstolos, totalizando 13 participantes.

Mitologia

Além do cristianismo, algumas pessoas acreditam que o ‘terror’ que envolve a sexta-feira tem relação com a mitologia.

Uma história de origem nórdica afirma que o Odin teria feito um banquete e convidou outras doze divindades. Loki, que é o deus da discórdia e do fogo, não teria sido convidado para reunião.

Quando ficou sabendo do banquete, armou uma confusão que terminou na morte de um dos convidados. Na reunião 13 pessoas estariam presentes

Astrologia

A astróloga do Personare Naiara Tomayno explica o entendimento astrológico da data, o que a gente pode esperar deste 13 de maio de 2022 e qual ritual poderoso é indicado fazer. “Apesar da agitação que envolve o mundo místico sobre datas como essa e portais, na astrologia nos guiamos pela influência dos astros apenas. Sexta-feira 13 não possuem um significado específico para a astrologia”, afirma Naiara.

Mas como nada na vida é por acaso, no ano passado, por exemplo, tivemos uma sexta 13 com aspectos bem atípicos: com Lua em Libra tensa com Plutão durante o dia, e Lua em Escorpião à noite. Astrologicamente, esses dois aspectos estão associados a um sexto sentido e à nossa relação com um lado mais profundo e nossas sombras.

Numerologia

A origem da crença é uma incógnita, mas, para o numerólogo Pedro Martins, pode ser explicada a partir da energia que os números carregam. Os especialistas utilizam os números de 1 a 9, 11 e 22 para estabelecer uma relação entre seres vivos e forças físicas, ou mesmo para predizer características da personalidade de uma pessoa, conforme os números.

Os algarismos que não estão neste grupo, como o 13, são separados e somados para obter essa relação. Ou seja, no caso do 13, fica 1+ 3 = 4.

Pedro Martins explica que o número 4 não é bem visto, por significar transformação.

“Para a numerologia, o número 4 representa mudança, e as pessoas costumam ser avessas a isso, então quando recebem essa carta ficam assustadas. Tendem a levar pro lado negativo e começam a pensar que tudo deu errado”, diz o numerólogo.

Mas, de acordo com Pedro, o número não tem nada relacionado ao azar ou à sorte, mas sim à chance de recomeço. Segundo o estudioso, o 13 representa força, determinação e mudanças benéficas.

”O número 13 pode ser temido por ter a chave de finalizar ou iniciar algo”, aponta Pedro Martins.

Bruxas modernas

A sacerdotisa da religião Wicca (bruxaria moderna), Marina Junqueira, explica que todos os dias da semana tem a energia de um planeta. As sextas-feiras são regidas por Vênus.

“Algumas bruxas costumam acender velas e fazer preces na sexta-feira”, diz Marina.

De acordo com a sacerdotisa, a explicação para a ligação do número 13 ao azar com as bruxas, seria o medo que as antigas civilizações tinham por culturas diferentes. Além disso, processos históricos, como a chacina contra os Cavaleiros Templários – uma ordem que existiu por cerca de dois séculos, na Idade Média, e que tinha o objetivo inicial de proteger os cristãos que voltaram a fazer a peregrinação a Jerusalém após a sua conquista – ocorreu em uma sexta-feira 13.

“É quase um imaginário popular que as bruxas têm algo a ver com essa data. Pra gente, as sextas são dias de muita energia e transformação então decidimos ressignificar, pegando dados relevantes como a energia de Vênus e o número 13, para tentar mudar esse pensamento negativo. Mas de fato, não tem nada que justifique”, conta Junqueira.

História

A origem da sexta-feira 13 também tem explicações na História, mais especificamente na monarquia francesa. De acordo com a História, o rei Felipe IV sentiu seu poder ameaçado pela influência exercida pela Igreja dentro de seu país. Na tentativa de contornar a situação, ele tentou filiar-se à prestigiada ordem religiosa dos Cavaleiros Templários, mas foi recusado. Com raiva, o rei teria ordenado a perseguição dos templários em uma sexta-feira, 13 de outubro de 1307.

Diante dessas lendas e teorias, quando ocorre uma sexta-feira 13, os supersticiosos evitam cruzar com gato preto, passar debaixo de escadas, quebrar espelhos e outras crendices que podem trazer mau agouro.

 

Fonte:EnfoqueMS

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar