Meio AmbienteNotícias

Fogo reacende no Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema após queda de raio

Novo foco de incêndio reacendeu no Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema após queda de raio no último sábado (22). Altas temperaturas e baixa umidade relativa do fogo para fogo o alastramento.

Cerca de 26 militares do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul (CBMMS) ainda não estão combatendo o fogo. Um avião Air Tractor também auxilia no combate ao incêndio, jogando água. 

De acordo com o Capitão Ivan, o objetivo é proteger uma área de plantio de reflorestamento do parque. 

“É uma área de grande conservação ambiental e importante para o meio ambiente. O Corpo de Bombeiros Militar segue em combate”, disse.

O Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema está localizado próximo a divisão de Mato Grosso do Sul com o Paraná e é um local de difícil acesso, área alagada com matéria vegetal.

Um incêndio atingiu o local na primeira semana de janeiro de 2022 e militares do CBMMS tinham controle de fogo. A corporação não informou a área total queimada no local. 

O incêndio na região do Parque Estadual Várzeas começou no início deste mês e os bombeiros de 20 dias para combater as chamas, que não começaram no último fim de semana.

No dia 10 deste, o chefe do Comando de Operações de Combate aos Incêndios na região de Naviraí, Comandante Saldanha, informou que as equipes contam com nove viaturas camionete e três máquinas tipo para combater o incêndio.

“Estão a acessos por terra e por água para verificar a melhor forma de combater o incêndio que alastro use naquela região. Lembrando que há muito acesso, região é de difícil combate”, disse o comandante.

Incêndios

Um incêndio de grandes proporções atingiu o município de Bonito em 19 de janeiro de 2022.

Conforme noticiado pela reportagem, uma área queimada foi de 50 hectares. Militares levaram cerca de seis horas para conter as chamas.

De acordo com as informações repassadas pelo CBMMS, 3.171 ocorrências de prevenção de incêndios ocorridos em dezembro de 2021.

O número de focos de incêndio no Pantanal entre janeiro e novembro de 2021 foi 63% menor em relação ao mesmo período de 2020, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), catalogados pelo Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (CEMTEC/MS).

De janeiro de novembro foram registrados 8.110 focos, 3% a menos do que aconteceu no mesmo período de 2020.

 

Fonte:CE

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar