EconomiaNotícias

MS mantém saldo positivo na criação de empregos com carteira assinada em novembro

Com novo resultado positivo, país acumula mais de 40 mil de contratações mais do que demissões em 2021, aponta Caged

O Mato Grosso do Sul abriu 2.206 vagas com carteira assinada em novembro, de acordo com informações divulgadas nesta quinta-feira (23) pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).

O resultado positivo do mercado formal de trabalho, com base em coleta feita todos os meses pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social, é fruto de 23.568 admissões e de 21.362 desligamentos no período.

No acumulado do ano até novembro, o Estado soma 40.387 contratações mais do que demissões.

MS mantém saldo positivo na criação de empregos com carteira assinada em novembro

De acordo com o Caged, nos últimos 12 meses, Mato Grosso do Sul criou 36.369 empregos formais. Nesse período, foram 283.499 admissões e 247.130 desligamentos.

Contratações

Quanto ao mês passado, os dados apontam para saldo positivo no nível contratações em quatro dos três setores econômicos, com destaque para os comércio, que abriram 1.682 postos formais em novembro. Também contrataram mais do que demitiram o serviços (+693 postos) e a construção (+42 postos).

Por outro lado, o segmento de agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura amargou 125 demissões mais do que contratações ao longo do mês de novembro, seguido pelo setor da administração pública, defesa e seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (-21 postos).

Ranking dos municípios

Campo Grande segue líder do ranking dos municípios sul-mato-grossenses, com 1.719 vagas em novembro. Na sequência, aparece Dourados, com 559 postos.

Três Lagoas e Corumbá fecham o grupo dos três melhores de Mato Grosso do Sul, com 127 e 154 postos de trabalho com carteira assinada.

Brasil

O Brasil abriu 324.112 vagas com carteira assinada em novembro, resultado de 1.772.766 admissões e de 1.448.654 desligamentos no período.

Os dados do Caged, no entanto, têm se mostrado defasados após as atualizações. Somente em 2020, as revisões mostram que foram cortados mais de 190 mil postos de trabalho com carteira assinada ao longo de todo o ano passado, ante 142.690 novas vagas anunciadas inicialmente.

Com as contratações de novembro, o estoque total de vínculos celetistas ativos no Brasil foi de 41.551.993, número que representa uma variação de 0,79% em relação ao contabilizado em outubro.

No acumulado do ano até novembro, o Brasil soma 2.992.898 contratações mais do que demissões. O saldo positivo, ainda passível de revisões nos próximos meses, é decorrente de 19.136.617 admissões e de 16.143.719 desligamentos.

Os dados positivos do Caged surgem no mesmo momento em que o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostra que o desemprego recua, mas ainda atinge 12,6% da população (13,5 milhões).

 

Fonte:AGB

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar