InteressesNotícias

Black Friday não irá recuperar comércio dos prejuízos da pandemia

As promoções da Black Friday estão se aproximando e o comércio de Campo Grande começa a se organizar para atender os consumidores que irão aproveitar os preços baixos.

De acordo com o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), Adelaido Vila, diferente do ano passado, as expectativas entre os comerciantes são as melhores possíveis.

Eles acreditam que dessa vez os consumidores irão optar por comprar em lojas físicas, já que o valor do frete subiu por conta da alta dos combustíveis.

A estimativa é de que em Campo Grande circule cerca de R$ 100 milhões, o que será um aquecimento para as vendas de Natal, quando a previsão é injetar R$ 500 milhões na economia campo-grandense.

Embora as estimativas sejam positivas, o presidente explica que não será possível recuperar os prejuízos causados pela pandemia, especialmente no período em que o comércio precisou abaixar as portas.

“Não dá para recuperar algo que foi perdido ao longo de 20 meses, mas podemos chegar próximos ao nível de 2019., o que será melhor que o ano passado”, pontua.

Por outro lado, um grande número de pessoas serão atraídas ao Centro e aos shoppings da Capital, aumentando o risco de aglomerações.

Assim, é preciso continuar tomando todos os cuidados de biossegurança, como o uso de máscara e álcool em gel.

“As lojas irão tomar todos os cuidados, mas é preciso que o consumidor também tenha consciência de manter a prevenção”, conclui.

A Black Friday em Campo Grande será realizada nos dias 26, 27 e 28 de novembro.

 

Fonte:CE

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar