NotíciasTecnologia

Facebook: apagão e denúncias fazem Zuckerberg perder R$ 38 bilhões

A pane do Facebook e as denúncias de uma ex-funcionária da plataforma não fizeram bem para a fortuna de Mark Zuckerberg. As ações da big tech caíram 4,9% nesta segunda-feira (4) e, por consequência, o patrimônio do executivo desvalorizou mais de US$ 7 bilhões (cerca de R$ 38,1 bilhões).

Após a queda dos títulos, os bens do CEO da rede social ficaram avaliados em US$ 121,6 bilhões (R$ 663,3 bilhões). Com isso, Zuckerberg passou a ocupar a quinta posição no Índice de Bilionários da Bloomberg.

Zuckerberg aparece abaixo de Bill Gates no Índice de Bilionários da Bloomberg.
Zuckerberg aparece abaixo de Bill Gates no Índice de Bilionários da Bloomberg.Fonte:  Bloomberg 

A sequência de problemas do Facebook

No dia 13 de setembro, o Wall Street Journal iniciou uma série de reportagens com base no vazamento de documentos internos do Facebook. Um dos artigos revelou que a empresa sabia que o Instagram causava danos à saúde mental de adolescentes.

Outra matéria citou que a companhia estava ciente que colaborou com a desinformação durante a invasão do Capitólio em janeiro deste ano. Contudo, os executivos minimizaram a questão ao dizer que a rede social não influenciou na polarização política nos EUA.

No último domingo (3), a ex-gerente de produtos Frances Haugen fez graves denúncias sobre o Facebook no programa 60 Minutes. Em especial, a denunciante disse que a plataforma adotou algoritmos que amplificam o discurso de ódio.

Pane do Facebook foi resolvida após 7 horas de serviços interrompidos.
Pane do Facebook foi resolvida após 7 horas de serviços interrompidos.Fonte:  Brett Jordan/Unsplash 

Apagão da família Facebook

Além da repercussão das denúncias, o Facebook enfrentou uma pane geral que deixou os serviços da big tech fora do ar por sete horas nesta segunda-feira (4). Segundo as informações, a interrupção foi causada por conta de problemas de rede.

Conforme o New York Times, a empresa enviou uma equipe de funcionários para reiniciar manualmente os servidores. Ademais, fontes relataram ao jornal que a paralisação não teve relação com ataques hacker.

Essa série de fatores tiveram forte impacto nas ações do Facebook ao longo da segunda-feira. Algo que adicionou uma queda de cerca de 15% desde meados de setembro.

 

 

 

 

Fonte:TecMundo

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar