Meio AmbienteNotícias

Chuva reduziu a três incêndios no Pantanal em combate pelos bombeiros

Depois de uma semana de grande propagação dos incêndios no Pantanal de Mato Grosso do Sul, devido a atos criminosos e intensidade da seca com altas temperaturas e baixa umidade do ar, o retorno das chuvas reduziu a apenas três focos de calor de maior intensidade nesta sexta-feira (10), informou o comandante da Operação Hefesto, tenente-coronel Leandro Moura Marzolla.

As chuvas que caíram nas sub-regiões do Pantanal do Paiaguás e Nhecolândia extinguiram os incêndios que destruíam a vegetação de algumas propriedades rurais. Também foi controlado o incêndio de grandes proporções no Rabicho, área militar da Marinha do Brasil no município de Ladário. Nesta região foram queimados 192 km², segundo dados de satélite.

“Os últimos dias foram de muito trabalho, exigindo emprego de toda a nossa estrutura. O fogo em algumas áreas, principalmente no entorno do Forte Coimbra (fortificação situada no Pantanal do Nabileque, fronteira com o Paraguai e Bolívia), onde os ventos fortes, chegando a 60 km por hora, contribuíam para que o fogo se propagasse rapidamente”, adiantou o comandante Marzolla.

Operação no 70º dia

As precipitações que ocorreram desde quarta-feira nestas regiões, mesmo não sendo significativas, ajudaram a extinguir os focos, que nesta sexta-feira se resumem a três: dois distantes cerca de 27 km e 18 km ao sul e leste do distrito de Porto Esperança (Corumbá) e o terceiro em propriedades rurais localizadas a 16 km do Forte Coimbra, em direção à fronteira com a Bolívia. No entorno do Forte Coimbra foram queimados 481 km².

A Operação Hefesto, coordenada a partir do quartel do Corpo de Bombeiros de Corumbá, completou seu 70º dia. Atualmente estão empregados 40 homens, com apoio de sete viaturas (equipadas com bombas de 500 quilos de água), quatro aviões Air Tractor (lançamento de água) e uma aeronave Cessna (para transporte da tropa e monitoramento diário)

O “bombeiro” Davi

Momento de emoção: o menino Davi se apresenta ao Corpo de Bombeiros para ajudar no combate aos incêndios

O comandante da Operação ressaltou um momento de grande emoção durante o combate ao intenso incêndio no entorno da Colônia São Domingos, ocupada por pequenos produtores na região do Paiaguás (Corumbá): o garoto David Miranda, de 5 anos, aproximou-se até o posto do Corpo de Bombeiros com um recipiente para coletar água, expondo seu desejo de auxiliar no combate ao fogo que ameaçava a comunidade.

“Para nós é motivo de satisfação, numa situação que exige tanto esforço e dedicação dos bombeiros, ter essa demonstração de apreço de uma criança renova as novas forças para seguir no combate e cumprir a árdua missão de vidas alheias, natureza e riquezas salvas”, disse o tenente-coronel Marzolla.

incêndio teve início no dia 30 de agosto na Fazenda Nazaré e se concentrou na colônia e teve término dos combates pelo corpo de bombeiros na quinta-feira. Foram empenhados 10 bombeiros militares, uma viatura e duas aeronaves. A área atingida pelo fogo foi estimada em 3.800 hectares. “O Davi disse aos seus pais que queria ajudar a salvar a natureza e os animais”, observou o comandante.

 

 

Fonte:Opantaneiro

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar