EconomiaNotícias

Finalização de obras no Aquário custará R$ 8,1 milhões

Após a licitação terminar sem empresas interessadas por três vezes, o governo de Mato Grosso do Sul conseguiu, após mudanças no edital, contratar duas empresas para concluir parte das obras do Aquário do Pantanal.

Trata-se do processo para conclusão e pleno funcionamento do Sistema de Suporte à Vida (SSV) dos aquários e quarentena. Somadas, as obras custarão mais de R$ 8,1 milhões.

O serviço de conclusão e pleno funcionamento da automação do sistema de suporte à vida dos aquários ficou sob a responsabilidade da empresa Johnson Controls Be do Brasil Ltda, que venceu a licitação pelo valor total de R$ 2.789.458,63.

Já a conclusão do sistema de suporte à vida fica a cargo da Clima Teck Climatização Ltda EPP, no valor total de R$ 5.373.000,00.

As três outras licitações para esta parte da obra terminaram deserta, ou seja, nenhuma empresa se interessou.

Isto porque o edital previa a contratação de uma única empresa para fazer as duas obras, mas, conforme empresas ouvidas pelo reportagem, o serviço envolve pelo menos três áreas distintas: elétrica, hidráulica e biológica.

No entanto,  nenhuma empreiteira detinha a especialização em todas e o processo proibia a formação de consórcio de duas ou mais empresas.

Em junho, o edital de concorrência foi novamente lançado, desta vez dividido em duas partes, para sanar os problemas apontados pelas empresas do setor.

A primeira licitação, que teve como vencedora a Johnson Controls, engloba apenas a parte de automação, enquanto o segundo, da Clima Teck, envolve eletromecânica e biologia.

O Sistema de Suporte à Vida do Centro de Pesquisa e Reabilitação da Ictiofauna Pantaneira, conhecido como Aquário do Pantanal, será um dos maiores da América Latina.

A previsão é que as obras do Aquário sejam concluídas no primeiro semestre do ano que vem.

Licitações

Todas as 12 licitações previstas para conclusão das obras do Aquário do Pantanal já foram lançadas, sendo apenas duas concluídas: a Substituição dos Vidros e a Cobertura Metálica.

De acordo com o planejamento da obra, a instalação do Revestimento Composto (Monocapa) está perto de ser finalizada.

Em fase de execução estão os serviços de Impermeabilização e Cenografia dos Tanques, Programa de Condições e Meio de Trabalho (PCMAT), Climatização e Estrutura Metálica (Passarela).

Aquário do Pantanal

A obra foi iniciada em 2011 e paralisada quatro anos depois, sofrendo desgaste em decorrência do tempo e do abandono.

O centro de pesquisa, quando pronto, contará com 32 tanques (24 internos e oito externos) da ictiofauna pantaneira (peixes e répteis), mais de 5,4 milhões de litros de água e um sistema de suporte à vida com condições reais do habitat.

O objetivo é fazer do espaço um centro de referência em pesquisas e, para isso, o empreendimento também terá museu interativo, biblioteca, auditório com capacidade para 250 pessoas, sala de exposição e laboratórios de pesquisa para estudantes, cientistas e pesquisadores.

Orçada inicialmente em R$ 84.749.754,23, a obra inacabada já consumiu mais de R$ 240 milhões do cofre do governo do Estado.

 

 

Fonte:CE

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar