DestaqueMeio AmbienteNotíciasPolícia

PMA autua pescadores por prática ilegal e uso de equipamentos proibidos

O pescador profissional foi abordado, por uma das equipes, quando estava em uma embarcação nas proximidades da ponte da rodovia MS 339. Ele havia capturado cinco exemplares de peixes da espécie pintado, pesando 18 kg, sendo dois dos exemplares abaixo do tamanho mínimo de captura permitido pelas normas, o que se caracteriza crime ambiental. Os peixes tinham 73 e 74 centímetros quando o tamanho mínimo de captura é de 85 centímetros.

O pescado, o barco, o motor de popa, um molinete com vara e duas tarrafas para captura de iscas foram apreendidos.

O infrator de 38 anos que não teve o nome divulgado é morador de Bonito. Ele recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de Miranda, juntamente com o material apreendido.

O homem vai responder por crime ambiental de pesca predatória, com pena de um a três anos de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e multado em R$ 1.360. O pescado será doado para instituições filantrópicas depois de periciado.

PESCA SEM LICENÇA

Outra equipe autuou uma pescadora amadora de 59 anos por pescar sem licença ambiental. Ela estava em uma embarcação nas proximidades do distrito do Salobra, quando foi abordada pelos policiais. A mulher, que não teve o nome divulgado, iniciava a pescaria e não havia capturado nenhum pescado ainda.

Com a pescadora foi apreendido um molinete com vara, um barco e um motor de popa.

Os policiais efetuaram um auto de infração administrativo e aplicaram multa no valor de R$ 300. A pesca sem licença não é crime ambiental. Trata-se apenas de infração administrativa. Pagando a multa, o infrator poderá ter o material apreendido restituído.

Fonte: PMA

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar