EconomiaNotícias

Altas temperaturas geram recorde no consumo de energia em MS

A concessionária tem enviado alertas via SMS para todos os clientes sobre o registro e orienta o consumo consciente de energia elétrica.

A concessionária Energisa que atende 74 municípios em Mato Grosso do Sul emitiu um alerta, após o recorde de consumo de energia elétrica na última sexta-feira (2). O aviso, inclusive, tem sido compartilhado com consumidores por meio de mensagens de celular. “ENERGISA ALERTA”.

De acordo com dados da Energisa, a carga atingiu 1.170 megawatts (MW), superior ao último recorde em fevereiro, mês tradicionalmente de maior consumo, quando a máxima registrada no sistema da concessionária foi de 1.142 MV. Essa demanda representa 45% de uso em residências, 33% comerciais e 22% na classe industrial.

Energia Declarada

Segundo o gerente de Operação, Fernando Corradi, um transformador tem um limite de Kilovoltampere (kVA) para a região, de acordo com os equipamentos declarados pelas residências, comércios e indústrias que usam o transformador. “Declarar a carga instalada é muito importante, para evitar essa sobrecarga no transformador, evitando que o mesmo alcance um aquecimento colocando em risco as instalações elétricas dos estabelecimentos”, ressalta Corradi.

Por isso, recomenda-se que quando o consumidor pede uma nova ligação deve declarar os eletrônicos que serão usados no local, para dessa forma assegurar a qualidade da energia na casa. “Quando o cliente amplia sua carga comprando novos aparelhos é importante informar para Energisa, mas vale ressalta que declarar a carga residencial não influencia o valor da conta de energia, e sim na qualidade de energia do local”, comenta Corradi.

Para declarar novos eletrodomésticos, como ar-condicionado, geladeira, televisores, ventiladores, entre outros, o consumidor deve entrar em contato com a Energisa pelos canais digitais de atendimento (Gisa pelo número 67 9980-0698 ou site www.energisa.com.br) ou no telefone 0800 722 7272.

Entenda sua conta

Nas contas de energia estão incluídos tributos federais, estaduais e municipais. As distribuidoras de energia recolhem e repassam esses tributos às autoridades competentes pela sua cobrança. Em Mato Grosso do Sul, como previsto na legislação estabelecida pelo próprio Estado, a alíquota do ICMS que incide sobre as contas de energia elétrica, varia de 17% a 25%.

E com aumento no consumo, o consumidor pode sentir reflexos no valor da conta de luz. “Temos que lembrar que o ICMS é escalonado. A medida que o consumo esteja mais alto, a cobrança é maior. O mesmo acontece com a iluminação pública”, alerta o coordenador comercial, Jonas Ortiz Rudis.

Veja dicas simples para evitar o aumento de consumo e administrar melhor a conta ao longo do mês:

– Busque sempre que possível a aquisição de equipamentos com selo PROCEL do Programa Brasileiro de Etiquetagem preferencialmente classe A, pois são energeticamente mais eficientes;

– Se o equipamento for antigo, dê preferência pela substituição de um equipamento novo,

– Limpe os filtros do ar condicionado a cada quinze dias,

– Instale sua geladeira longe de locais ou equipamentos de aquecimento como, forno elétrico, fogão, churrasqueira e micro-ondas,

– Procure reduzir a abertura da geladeira, assim a conservação da temperatura interna será mantida com menor uso do compressor;

– Verifique constantemente se a vedação dos equipamentos de refrigeração (freezers e geladeiras) estão em boas condições;

– Manter a instalação elétrica da residência em condições adequadas à carga instalada.

No site da Energisa (www.energisa.com.br) é possível conhecer outras dicas de economia e também utilizar o simulador de consumo que permite estimar o custo em reais de cada equipamento, dependendo da potência e do período utilizado.

 

Fonte:Energisa

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar