DiversosNotícias

Bolsonaro recebe ‘capacete de guavira’ em MS após promessa; entenda brincadeira

Após ouvir longas e ruidosas vaias enquanto recebia o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em Corumbá, nesta manhã (18), o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) encerrou seu discurso em um tom mais descontraído e lembrou ao presidente que cumpriria uma promessa, feita durante uma reunião com governadores, de que visitaria Nioaque com Bolsonaro e o entregaria um capacete de guaivira.

“O senhor me fez um desafio no dia da nossa live, que viria ao MS para algumas inaugurações e que, juntos, visitaríamos Nioaque, onde o senhor serviu. Na hora do almoço, eu vou ter o prazer de entregar esse capacete de guavira pra pagar essa promessa que eu fiz ao senhor”, disse, aos risos, Azambuja.

Bolsonaro está no Mato Grosso do Sul pela primeira vez desde que foi eleito para inaugurar um radar da Aeronáutica em Corumbá, que deve ajudar no trabalho de combate ao tráfico na fronteira.

Ao ser recebido aos gritos de “mito” por seus apoiadores presentes, Bolsonaro iniciou seu discurso explicando o que era o capacete de guavira. Ele esclareceu que, quando serviu em Nioaque, município a 130 km de Campo Grande, havia alguns “soldados que cometiam algumas transgressões disciplinares – da mais grave pra mais leve -, eu criei uma superleve: quando a punição não se enquadrava no regulamento disciplinar do exército, ele passava a ser um capacete de guavira”.

Após alguns momentos de silêncio, Bolsonaro esclareceu: “longe de ser uma punição pro governador que é meu ex-colega de Câmara dos Deputados, ao qual tenho gratas recordações”. Veja o vídeo:

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar