DestaqueNotícias

Frio em Mato Grosso do Sul aumenta em 30% risco de infarto e AVC; saiba como prevenir

Compartilhar:

Assim como quando os termômetros estão nas alturas, ondas de frio como a enfrentada por sul-mato-grossenses nesta semana também inspiram cuidados redobrados com a saúde. Isso porque, nesta estação, o risco de sofrer infartos ou até mesmo um AVC (Acidente Vascular Cerebral) aumenta em 30% comparado com outras épocas do ano.

Nesta semana, os termômetros marcaram sensação térmica de 10,3°C em Campo Grande. Assim, temperaturas mais baixas atuam mais intensamente na retirada do calor do corpo, forçando o coração a trabalhar mais para mantê-lo aquecido. É onde mora o perigo, sobretudo àqueles que não adotaram hábitos saudáveis, tais como atividade física regular.

“Existe o aumento do trabalho do coração. Por isso, evitar mudanças bruscas de temperaturas sem agasalhos. Essas mudanças podem desencadear algum problema, quando a pessoa já tem uma doença prévia”, ressaltou a Benfatti.

Frio, alimentação e atividade física

O infarto e AVC tendem a desencadear geralmente em homens e mulheres acima de 45 anos. Mas, nas mulheres antes da menopausa, o risco de desenvolver a doença é menor. Entretanto, após a menopausa, a frequência se iguala.

Sintomas

Essas doenças podem causar dores no peito – tipo um aperto – de forte intensidade. E podem estar associadas a falta de ar, tontura, suor frio, palidez e náuseas, por exemplo. A dor no peito em alguns casos se estende pelo braço, pescoço e queixo.

A orientação da especialista é procurar um médico desde os primeiros sintomas. “Mesmo que esteja sentindo apenas a dor no peito, o ideal é procurar um médico com urgência. A doença do coração é a que mais mata”.

É necessário manter todos os cuidados redobrados durante os dias mais frios, como:

  • Ingerir bastante água;
  • Boa alimentação;
  • Não fumar;
  • Dormir bem;
  • Praticar atividade física;
  • Ficar bem agasalhado;
  • Evitar ingerir quantidades excessivas de álcool.

 

Fonte:MM

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo