CulturaDestaqueNotícias

Patrimônio imaterial de Campo Grande, sobá celebra a cultura japonesa no Brasil 

Dia 18 de junho marca 116 anos do desembarque dos primeiros imigrantes no país

Compartilhar:

No dia 18 de junho de 1908, o navio Kasato Maru aportou no porto de Santos, trazendo o primeiro grupo de imigrantes japoneses ao Brasil. Essa data marcou o início de uma história rica e transformadora para ambos os países. A vinda dos japoneses ao Brasil foi impulsionada por necessidades econômicas e sociais. O Brasil, à época, enfrentava uma escassez de mão-de-obra para as fazendas de café, especialmente em São Paulo e no norte do Paraná. Já o Japão, por sua vez, lidava com uma pressão demográfica significativa e buscava alternativas para aliviar essa tensão social.

A política de emigração japonesa teve início durante a era Meiji (1868), um período de modernização e abertura ao mundo. Apesar das reservas iniciais quanto à emigração, em 1906, os governos do Japão e do Estado de São Paulo firmaram um acordo que possibilitou a vinda dos primeiros imigrantes japoneses ao Brasil.

Embora a primeira leva de imigrantes tenha desembarcado em 1908, foi somente a partir de 1910 que os japoneses começaram a chegar em Mato Grosso, quando ainda não havia ocorrido a divisão do território que formaria Mato Grosso do Sul. A construção da estrada de ferro Noroeste do Brasil foi um dos fatores principais que atraiu esses imigrantes para a região.

Segundo o portal Nippo Brasil, Campo Grande se tornou um dos principais núcleos de imigrantes de Okinawa. Esses imigrantes foram atraídos pelas promissoras oportunidades de trabalho na construção da ferrovia. Enquanto a diária média dos trabalhadores em outras áreas não ultrapassava 3 mil réis, os operários da estrada de ferro podiam ganhar até 5 mil réis, um incentivo significativo. Foi essa oportunidade que levou 75 imigrantes a aceitarem trabalhar no assentamento dos trilhos da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil.

Um dos legados culturais mais marcantes deixados pelos imigrantes japoneses em Campo Grande é o sobá, um prato tradicional de Okinawa. O consumo de sobá em Okinawa remonta a pelo menos 400-500 anos, refletindo as intensas trocas culturais e comerciais entre China e Okinawa desde o século XIV. Em Campo Grande, o sobá se tornou parte do cenário gastronômico na década de 40, adaptado ao paladar local pelos imigrantes okinawanos. Em 2006, o sobá foi reconhecido como patrimônio imaterial de Campo Grande, enraizando-se profundamente na cultura da cidade.

Receita de Sobá

  • 500g de macarrão especial para sobá
  • 700g de alcatra, patinho, mignon (carne de sua preferência) cortada em tiras médias
  • 1 xícara de molho shoyu
  • 5 ovos
  • 1colher de manteiga
  • Gengibre (picadinho)
  • Cebolinha picada
  • 1 colher de óleo

Modo de preparo: Para preparar o sobá, comece temperando a carne cortada em tiras e deixe o tempero penetrar por aproximadamente uma hora. Em seguida, refogue a carne em uma colher de óleo e, após refogar, acrescente um litro de água e uma xícara de shoyu. Adicione sal a gosto e cozinhe por 30 minutos em fogo baixo para que o sabor da carne incorpore ao molho. Enquanto isso, cozinhe o macarrão normalmente e reserve. Prepare ovos mexidos, fritando-os com manteiga. Após tudo estar pronto, monte o prato em um refratário individual fundo, colocando a quantidade desejada de macarrão, despejando o caldo por cima até cobrir o macarrão, e adicionando a carne por cima. Finalize colocando o ovo mexido, salpicando cebolinha e gengibre picadinho a gosto. Sirva quente.

Fonte: SatoCom           Monumento: autoria Cleir Ávila

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo