DestaqueNotíciasPolícia

Cateto, tido como chefe do tráfico em Bonito, é preso pelo Gaeco

Compartilhar:

Eliandro Fernandes do Amaral, de 45 anos, conhecido como “Cateto”- suspeito de ser o chefe do tráfico em Bonito- foi preso nesta quinta-feira (28), na cidade turística de Mato Grosso do Sul.

eliandro
Eliandro Fernandes do Amaral, que foi preso em Bonito. (Foto: reprodução de processo)

A prisão foi realizada durante a operação “Paraíso Marcado II”, liderada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado) em parceria com outras unidades do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul). Foram cumpridas prisões preventivas, medidas cautelares e afastamento de cargo de servidora pública do Poder Judiciário.

No passado, “Cateto” chegou a ser ligado às atividades de Fernandinho Beira-Mar, que desde 2019 está confinado na penitenciária federal de segurança máxima de Campo Grande (MS). Ele é irmão de José Elias do Amaral, que foi morto em 2008, em uma ocorrência atribuída à guerra do tráfico na região de fronteira com o Paraguai.

Ao todo foram cumpridos sete mandados de prisão preventiva, um mandado de medida cautelar, diversas da prisão, e um mandado de afastamento de cargo de uma servidora pública do Poder Judiciário.

A funcionária pública foi afastada diante de suspeitas de conduta imprópria e violação de princípios éticos. Paralelamente, houve a prisão do marido dela, como um dos integrantes do grupo criminoso.

Policiais militares presos

Essa foi a segunda fase da investida. Na primeira, já haviam sido expedidos pela Auditoria Militar mandados para a imposição de medidas cautelares diversas da prisão a quatro policiais militares envolvidos com a mesma malta.

A investigação teve como objetivo desmantelar organização criminosa armada, estabelecida há vários anos na cidade de Bonito e arredores, com envolvimento de agentes públicos, dedicada, principalmente, ao tráfico de drogas, comércio ilegal de armas de fogo e lavagem de dinheiro, entre outras atividades ilícitas.

O termo “Paraíso Marcado” faz alusão ao local escolhido pelo líder da organização criminosa para estabelecer residência e base para suas atividades ilícitas, a cidade turística de Bonito.

Fonte: PrimeiraPagMS

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo