DestaqueNotíciasPolícia

Prostituição causa transtornos aos moradores do Águas do Miranda

Na sexta-feira (26), o promotor de Justiça Alexandre Estuque Junior esteve reunido com moradores do distrito de Águas do Miranda, em Bonito, em busca de uma solução para os casos de prostituição do local. Os ribeirinhos alegam que o turismo sexual desprestigia a boa imagem do distrito e afasta visitantes.

Conforme os moradores, o problema vem causando transtornos há anos. O principal incomodo são quanto ao estigma de que o local polo do turismo sexual. “Às vezes, até mesmo nosso ir e vir fica comprometido, porque as mulheres são confundidas com garotas de programa”, disse uma das moradoras.

Outro ponto são o risco que jovens ficam expostos, tendo em vista que o suposto deslumbre e luxúria ostentados pelas garotas de programa que frequentam o local possam atraia-los para a prostituição. “Nossas meninas podem querer seguir o mesmo caminho e os garotos podem se envolver com elas, com drogas”, destacou.

Diante do clamor popular, o Ministério Público promoveu a reunião que contou com a presença de comerciantes, representantes locais, pescadores, guias de turismo e, principalmente, donos de boates. Também participaram representantes da Secretaria de Assistência Social, de outras pastas e vereadores e a Polícia Militar Ambiental.

Neste primeiro momento, foi firmado um pacto de boa vizinhança, que consiste em restrições de comportamento das garotas de programa, como por exemplo, evitar transitar publicamente em trajes sensuais e fazer abordagens públicas. Se o problema persistir, haverá multas administrativas e criminais aos envolvidos.

 

 

 

 

 

Fonte:OPantaneiro

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar