AgronegócioNotícias

Soja deve seguir subindo: Rabobank

A pressão recorde sobre o abastecimento dos Estados Unidos está compensando a melhora nas perspectivas climáticas da América do Sul, o que pode fazer com que a soja siga subindo na Bolsa de Chicago (CBOT). A previsão é do Rabobank, segundo o qual isso só não deve ocorrer se houver queda na demanda pelos preços altos ou se o clima melhorar dramaticamente, aponta o banco.

De acordo com a instituição financeira especializada em agronegócios, porém, os vendedores argentinos e brasileiros seguem cautelosos com o câmbio do Dólar, especulando que a moeda norte-americana possa subir ainda mais. Por outro lado, o NOPA (Associação Nacional dos Processadores de Oleaginosas dos EUA) tem expectativas de atividade recorde para dezembro.

“O desenvolvimento da soja na América do Sul nas próximas quatro semanas será determinante para o rendimento (fase de enchimento). Há sinais promissores para Brasil e Argentina na previsão do tempo de uma semana. No entanto, chuvas regulares são extremamente necessárias para estabilizar os rendimentos em declínio das colheitas secas e atrasadas. Sem uma melhoria sustentada, a produção da América do Sul poderia ver mais cortes de 2-3 milhões de toneladas no WASDE de fevereiro / março, que não pode ser fisicamente absorvido pelos EUA e exigirá um racionamento proporcional”, aponta o Rabobank.

Esse “racionamento” pode vir de várias vias, ressalta o banco. “A China pode diminuir a inclusão de farelo de soja nas rações, ou outros países podem incluir outros grãos combinados com mais pastagens. Mas os riscos de alta para os preços pelo menor de abastecimento serão grandes nos próximos anos”, conclui a instituição financeira.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar