NotíciasTecnologia

‘Hacker ético’ explica como canais do YouTube estão sendo invadidos

Uma onda de ataques contra canais do YouTube ocorreu recentemente e grandes criadores de conteúdo como Zangado e Ei Nerd perderam seus veículos para cibercriminosos. O especialista em segurança Gabriel Pato, que é conhecido pelo seu trabalho como “hacker ético”, explicou como as invasões são realizadas e revelou detalhes sobre golpes similares que podem ocorrer nos próximos meses.

Atualmente, o alvo dos hackers são canais de games e cultura pop, e a isca mais comum é o game Cyberpunk 2077. Segundo explica Gabriel Pato, os cibercriminosos enviam e-mails contendo uma oferta falsa para que o criador de conteúdo tenha “acesso ao game”.

Os hackers enviam o link para o vírus em um PDF visando escapar dos filtros de spamOs hackers enviam o link para o vírus em um PDF visando escapar dos filtros de spam Fonte:  Gabriel Pato 

Além de imitar a CD Projekt Red, desenvolvedora do game, os criminosos tomam cuidados para evitar que o conteúdo caia em caixas de spam ou seja reconhecido facilmente como vírus. O link do arquivo que deve ser baixado pelo youtuber é colocado dentro de um PDF e conta com uma grande quantidade de bytes extras apenas para fazer volume e dar a impressão de que o criador de conteúdo está instalando um jogo em seu PC.

Apenas um deslize

Após o arquivo infectado ser instalado, o programa coleta diversos dados do computador, incluindo senhas e credenciais bancárias salvos no navegador. De acordo com Gabriel Pato, o software malicioso precisa ser rodado apenas uma vez para conseguir coletar todas as informações.

Todos os detalhes obtidos pelo vírus são enviados para um servidor externo. Com isso, o hacker consegue as credenciais para invadir o canal do YouTube e outras contas do criador de conteúdo, já que todas as senhas presentes no navegador são copiadas.

Ou seja, a dica para os criadores de conteúdo é evitar baixar e rodar softwares provenientes de origem duvidosa. Afinal, apenas um deslize pode ser fatal.

Novos golpes a caminho

O especialista em segurança conseguiu identificar parcialmente a origem do vírus, que é baseado em um malware chamado “Red Line”, e descobriu mais detalhes sobre a atuação da gangue de cibercriminosos. Além de utilizarem Cyberpunk 2077 como isca, o mesmo grupo também aplicou golpes utilizando o nome da empresa Glasswire e já possui um novo “público-alvo” em mente.

Os hackers registraram domínios envolvendo marcas de maquiagemOs hackers registraram domínios envolvendo marcas de maquiagem Fonte:  Gabriel Pato 

De acordo com Gabriel Pato, os cibercriminosos já registraram novos domínios de sites na Rússia com nomes de empresas como Mary Kay e Avon. Logo, a tendência é que o grupo de hackers tente aplicar golpes em canais do YouTube que produzem conteúdo sobre maquiagem.

Com isso em mente, fica o alerta: caso você produza conteúdo sobre games ou maquiagem no YouTube ou outras redes sociais, permaneça atento com ofertas duvidosas que podem chegar por e-mail.

 

 

 

Fonte;TecMundo

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar