DiversosNotícias

Procurado pela Interpol, ex-major de MS vivia em mansão na Europa avaliada em 2 milhões de euros

Sérgio Roberto de Carvalho, 62 anos, ex-policial militar conhecido como Major Carvalho é chefe do bilionário esquema de exportação de cocaína do Brasil para a Europa, que foi revelado pra Polícia Federal.

Major Carvalho vivia em uma mansão luxuosa avaliada em 2,2 milhões de euros, equivalente a 13,9 milhões de reais, localizada na Espanha. Nascido Paraná, o criminoso foi radicado em MS.

O criminoso também possuía dois apartamentos Portugal, e uma empresa em Dubai, nos Emirados Árabes, conforme publicado no portal UOL.

A vida de luxo era bancada através do crime, Major Carvalho é o principal alvo da Operação Enterprise, que teve alvos em dez estados brasileiros e em Espanha, Portugal, Colômbia e Emirados Árabes Unidos.

Ele chefiava seis núcleos do esquema criminoso. O mais importante ocorria na região de São José do Rio Preto (SP), responsável pelas aeronaves e transportes aéreos de cocaína.

Agentes federais cumpriram mandados de busca em 13 endereços de Carvalho no Brasil, Espanha, Portugal e Emirados Árabes. Até a tarde desta terça-feira (24), ele continuava foragido e procurado pela Interpol.

Com vários passaportes falsos, o criminoso conseguiu enganar as autoridades espanholas após ser preso em agosto de 2018 por policiais da Galícia (região espanhola) sob a acusação de tráfico internacional de drogas.

Operação Enterprise
A Operação Enterprise revelou que a organização criminosa liderada por Carvalho enviou 45 toneladas de cocaína para a Europa a partir de 2017.

A droga foi avaliada em R$ 2,25 bilhões. A cocaína era enviada pelos portos de Paranaguá (PR), Santos (SP) e outras cidades do Sul e Nordeste.

Os entorpecentes tinham como destino oito países europeus: Bélgica, Itália, Hamburgo, Alemanha, Espanha, Lisboa, Portugal e França.

 

 

Fonte:MM

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar