NotíciasTecnologia

Em live neste domingo, Luan Santana promove ‘Movimento Pantanal Chama’

Como bom sul-mato-grossense, o cantor Luan Santana, que é nascido em Campo Grande, sempre teve o Pantanal como referência. E como bom brasileiro, também sentiu as dores causadas pela maior queimada das últimas décadas e que afetou boa parte da fauna e flora pantaneiras. Foi então que ele criou o “Movimento Pantanal Chama” e, somando forças com o poder público, sociedade civil, institutos sem fins lucrativos e ONGs, formaram o movimento para ajudar na recuperação do bioma, das comunidades ribeirinhas, indígenas, quilombolas, dos animais e de todo o Pantanal.

No último dia 11, o cantor viajou até Corumbá para acompanhar de perto os estragos causados pelas queimadas no Pantanal. “Fiquei tão impactado em me deparar com aquele paraíso assim, todo cinza, como uma cena de filme de guerra. Eu até entendo que a gente mora longe e se sinta pouco afetado por tudo isso que está acontecendo. Sabemos que bichos morreram, que área gigantesca foi devastada, mas, às vezes, a gente não entende como isso pode afetar a vida da gente”, afirma.

O cantor fará uma live no próximo domingo (22), a partir das 16h00 (às 17h00 pelo horário de Brasília), a bordo de um barco no meio do Rio Paraguai, próximo à Serra do Amolar, um dos lugares mais afetados pelas queimadas no Pantanal de Mato Grosso do Sul este ano. Todas as doações e a verba arrecadada no show online, transmitido pelo canal oficial do cantor no YouTube e no @natgeobrasil, serão destinadas às ações de recuperação.

Tanto a visita técnica, quanto os trabalhos para a transmissão da live estão sob fiscalização da Anvisa e passando por criteriosos protocolos de biossegurança. Toda a equipe técnica que está envolvida na produção do show online passou pelo teste do Covid-19, todos os resultados negativos.

A Fundação de Turismo do MS, o trade sul-mato-grossense e o Instituto Homem Pantaneiro também são parceiros solidários da ação com apoio logístico, de suporte e na articulação para que a realização da live em prol do bioma pantaneiro fosse feita no local adequado.

“Realizamos um apoio apenas institucional por meio da articulação junto a empresários locais, especialmente com a Joice que prontamente atendeu nosso pedido e foi parceira efetiva para que essa live acontecesse dessa forma, dentro do barco no meio do Rio Paraguai. É muito importante que tenhamos conscientização para a preservação do Pantanal, que é um bioma com capacidade de regeneração, mas que precisa cada vez mais da sensibilização das pessoas para sua conservação. Vale lembrar que o Instituto Homem Pantaneiro, que também é um dos parceiros solidários na ação, é peça fundamental na luta pela preservação e fez um trabalho belíssimo durante as queimadas”, enfatiza Bruno Wendling, diretor-presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul.

O Coronel Rabelo, presidente do Instituto Homem Pantaneiro (IHP), enaltece a ação e diz que a sociedade precisa ajudar na reconstrução de um patrimônio que é de todos. “Chamar a atenção do país para o Pantanal vai além do nosso compromisso constitucional e de tê-lo como patrimônio, mas de encontrarmos formas de participação ativa na sua proteção. Nós perdemos muito, o homem pantaneiro perdeu, todos nós perdemos enquanto sociedade. E esse movimento representa uma oportunidade para todos nós sairmos da passividade e irmos ao encontro de algo que é necessário, e que não é só constatar o problema que aconteceu, mas também de ajudar a pensar em como reconstruir e restaurar esse bioma”.

“Quando vimos a postagem do Luan Santana nas redes sociais, na hora entramos em contato para saber como podíamos contribuir, nos propusemos a ajudar no que fosse necessário. Somos de Bonito, mas entendemos que o Pantanal é uma responsabilidade de todos nós. Esse é o momento de mostrarmos para o Brasil e para o mundo que as belezas do Pantanal pedem ajuda e precisamos estender a mão. Acredito que nós não fizemos mais que nossa obrigação como empresários e cidadãos, pois o Pantanal é um patrimônio de todos nós”, se emociona Adriana Merjann, empresária da agência de turismo BonitoWay.

Como contribuir com o Movimento Pantanal Chama

A transmissão da live será feita pelo canal oficial do cantor no YouTube (@LuanSantana) e pelo @natgeobrasil no próximo domingo (22), a partir das 16h00 (às 17h00 pelo horário de Brasília). Importantes ferramentas de engajamento da ação, serão usadas as hashtags #opantanalchama, #movimentoopantanalchama, #sospantanal e #uniaopantanal. Será mantida também uma plataforma com um QR CODE e um 0800 para que o público participe e possa contribuir com o movimento.

O Movimento Pantanal Chama pretende ajudar no que já foi feito e no que está sendo feito pelo poder público, iniciativa privada e terceiro setor durante e após as queimadas no Pantanal. Serão beneficiados Institutos e Ongs de proteção ao Pantanal. A captação de recursos para a proteção ambiental será centralizada no Instituto SOS Pantanal que vai repassar os valores para instituições e ONGs que já estão atuando no combate aos incêndios, no resgate de animais e recuperação do bioma.

 

 

Fonte:FundTur/MS – Ketlen da Silva- BN

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar