DiversosNotícias

Polícia registra como suícido caso de cabeleireiro encontrado morto em rio

A Polícia Civil registrou como suicido o caso do cabeleireiro Jorge Alexandre Vilharva Hattene, 33 anos, encontrado morto no Rio Anhanduí, na tarde de ontem (22), na Avenida Presidente Ernesto Geisel, no Bairro Jóquei Clube, em frente ao shopping Norte Sul Plaza, em Campo Grande.

Conforme boletim de ocorrência, a mãe de Jorge relatou à polícia que o filho saiu de casa por volta das 14h de segunda-feira (21) para comprar um aparelho celular no shopping. O rapaz, segundo depoimento, era depressivo e já havia tentado suicídio em datas anteriores ingerindo vários medicamentos.

O cabeleireiro fazia tratamento para depressão com medicamentos de uso contínuo. Até por volta das 18h, o pai fez contato com o filho por telefone e a todo momento, segundo relatos dele à polícia, Jorge falava que iria cometer suicídio.

O pai da vítima relatou ainda que conseguiu imagem do sistema de monitoramento do shopping que mostra o momento em que o filho estava na praça de alimentação consumindo bebida alcoólica. Por volta das 18h30, o rapaz saiu do local bastante embriagado e seguiu em direção ao ponto de mototáxi em frente à loja Havan. Depois não foi mais visto pelas câmeras.

Jorge foi encontrado ontem à tarde por trabalhadores que faziam obras na redondeza. O corpo foi retirado de uma altura de 8 metros por equipes do Corpo de Bombeiros. De acordo com  informações preliminares da Perícia Técnica, o cadáver já estava no local por aproximadamente 12 horas.

 

Fonte:CGN

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar