NotíciasPolíciaTurismo

Polícia investiga causa de queda que matou amigas em cachoeira em Santa Catarina

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar as circunstâncias da morte de duas jovens que caíram de uma cachoeira de mais de 30 metros em Lages (SC). Bruna Rafaela Vellasquez, de 18 anos, e Monique Medeiros de Almeida, de 19 anos, estavam acompanhadas de outros dois amigos.

De acordo com as famílias das jovens, o grupo saiu para aproveitar o último fim de semana das primeiras férias de Monique como profissional — ela cursava enfermagem e trabalhava como secretária administrativa em uma hamburgueria de Lages. Bruna era maquiadora.

“O que sabemos é que elas saíram com este grupo de amigos. As duas estavam tentando tirar fotos no alto desta cachoeira. Uma escorregou e a outra tentou ajudar, mas acabou caindo junto”, disse ao Uol Eduardo Vallasquez, irmão de Bruna, de 27 anos.

Conforme a 3ª Delegacia Regional de Lages, a princípio, os investigadores acreditam que o caso tenha sido uma fatalidade. “Toda morte que destoa da normalidade é investigada, isso é de praxe. Por mais que estas mortes, a princípio, não tenham contornos de uma prática criminosa, é importante abrir o inquérito policial para saber se houve crime e se tem autor. Formalizamos a investigação por uma questão de cautela, mas a princípio se mostra uma fatalidade”, explicou o delegado Fabiano Schimdt ao Uol.

Os amigos que estavam com Bruna e Monique deverão ser ouvidos, mas ainda não há data definida. O local do acidente é de difícil acesso. A equipe de resgate precisou usar um helicóptero na localidade do Salto Rio Caveiras. Bruna morreu no local. Já Monique foi levada ao hospital Nossa Senhora dos Prazeres com ferimentos graves, mas não resistiu e morreu.

Conforme os socorristas, o lugar onde as jovens estavam é proibido para visitação, mas muitos acabam indo até lá atraídos pela paisagem.

Fonte: IstoÉ
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar