NotíciasPolícia

MS Táxi-Aéreo é cassada por operar clandestinamente

A empresa Mato Grosso do Sul Taxi-Aéreo (MS Táxi-Aéreo) teve o Certificado de Operador Aéreo (COA) cassado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) nesta semana. O motivo: prática de Transporte Aéreo Clandestino de Passageiro (TACA). A empresa ainda foi multada em R$ 75 mil por uma série de infrações envolvendo três aeronaves.

O primeiro dos cinco processos contra a MS Táxi-Aéreo foi instaurado em 2018. De acordo com a Anac, foi constatada, na ocasião, a utilização, de forma indevida, de três aeronaves (matrículas PT-RVJ, PT-VMF e PT-VKY) durante o período em que o COA da empresa se encontrava suspenso.

A agência reguladora ainda relata que outra irregularidade envolveu voo com a aeronave PT-VKY. Segundo a Anac, o equipamento que se encontrava sem condições de aeronavegabilidade, entre Campo Grande e Miranda. A aeronave foi utilizada para transporte de passageiros sem possuir autorização para realizar táxi-aéreo. As penalidades administrativas, como a cassação do COA do operador aéreo e multa, estão previstas na Resolução nº 472/2018 da Anac.

Conforme o Artigo nº 261 do Código Penal, a prática de TACA pode configurar crime ao colocar em risco vidas de pessoas a bordo e em solo. A empresa MS Táxi Aéreo sofre ainda, no campo criminal, investigação pela Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado da Polícia Civil do Estado do Mato Grosso do Sul (DECO-MS), que apura as circunstâncias do acidente aéreo que matou o piloto da MS Marcos David Xavier em 2016.

Consulta para utilização de taxi aéreo
A Anac alerta para os riscos do táxi-aéreo clandestino e disponibiliza o aplicativo Voe Seguro, de consulta fácil e rápida, ao interessado que quiser checar se a aeronave ou a empresa contratada tem permissão para prestar o serviço. Basta digitar os dados da empresa (razão social ou CNJP) ou a matrícula da aeronave (exemplo: PT-XYZ) para obtenção da informação de forma instantânea.

Fonte: PanRotas

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar