Meio AmbienteNotícias

Precoce MS conquista primeiro lugar em Prêmio de Boas Práticas do Consórcio Brasil Central

Mato Grosso do Sul conquistou o primeiro Prêmio de Boas Práticas do Consórcio Brasil Central, por incentivar a modernização na criação de carne bovina. O destaque na categoria Desenvolvimento Econômico, representa o reconhecimento do trabalho realizado pelo Governo do Estado, por meio da Semagro (Secretaria de Estado do Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), junto ao Precoce MS.

Criado em 1992 de forma pioneira para incentivar a produção com qualidade, o programa foi totalmente reformulado a partir do decreto nº 14.304 de 2015, se tornando o atual Precoce MS. Atualmente, além dos aspectos de produtividade, qualidade da carcaça e inserção de atributos de qualidade, buscou-se também o avanço em aspectos sociais e ambientais dos sistemas de produção utilizados.

Desta forma, os incentivos oferecidos pelo Precoce/MS passaram a ser decorrentes da avaliação que considera o animal (produto), o estabelecimento pecuário (processo) e a padronização do lote abatido. Coordenador de pecuária da Semagro, Marivaldo Miranda explica que para o cálculo do incentivo, é considerado o impacto da dimensão produto em 70% e do processo em 30%, o resultado é multiplicado pelo valor máximo da bonificação do subprograma (67%) e o total representa a bonificação gerada para um determinado animal.

Titular da Semagro, o secretário Jaime Verruck destaca que o Prococe MS é hoje uma referência para o Estado e por seus resultados positivos tem sido usado como exemplo para outras cadeias, como a suinocultura. “A pecuária de Mato Grosso do Sul caminha para transformar-se em referência de carne de qualidade no país graças ao investimento em um programa de política pública, feito pelo Governo do Estado, que é o Precoce MS. O sistema de controle que estabelecemos hoje no programa nos dá tranquilidade em fazermos essa projeção”.

Dados oficiais do programa mostram que até hoje (04/09/20), desde 2017, foram abatidos 2,715 milhões de animais pelo Precoce MS, sendo 642,5 mil apenas em oito meses de 2020. Já foram pagos R$ 144,6 milhões em incentivos e a média do valor pago que somava R$ 59,20 em 2017, chega a R$ 75,15 em 2020.

Mato Grosso do Sul tem 19 frigoríficos credenciados para abater animais via Precoce MS, e outros três em fase de credenciamento. São 759 profissionais responsáveis técnicos habilitados e 2.240 estabelecimentos rurais cadastrados.

Prêmio de Boas Práticas

Mato Grosso do Sul foi premiado em cinco das seis categorias do “1º Prêmio de Boas Práticas do Brasil Central” realizado pelo Consórcio Brasil Central (BrC) e destinado aos servidores das sete Unidades da Federação consorciadas – Distrito Federal, Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão e Rondônia. Ao todo, o prêmio contou com 58 inscrições em seis categorias.

Como parte do processo, cada prática teve avaliação qualificada com notas de 0 a 10 com base em quatro critérios, elencados pela organização do BrC. Elaborada para contemplar diversas áreas, a premiação foi estruturada para que recebesse boas práticas dos setores “Saúde Pública”, “Segurança Pública”, “Educação”, “Infraestrutura e Logística”, “Desenvolvimento Econômico e Social” e “Gestão Pública e Inovação”.

 

Fonte:EnfoqueMS

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar