EconomiaNotícias

PIB tem queda de 9,7% no segundo trimestre, pior resultado desde 1996

O PIB (Produto Interno Bruno) caiu 9,7% no segundo trimestre de 2020, comparado ao primeiro trimestre do ano, na série com ajuste sazonal, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Este é o pior resultado desde 1996.

A maior queda entre os segmentos foi na Indústria, com -12,3%, seguida por Serviços (-9,7%). A Agropecuária apresentou variação positiva de 0,4%.

Entre as atividades industriais, destacam-se as quedas nas Indústrias de Transformação (-17,5%), Construção (-5,7%), atividade de Eletricidade e gás, água, esgoto, atividades de gestão de resíduos (-4,4%) e nas Indústrias Extrativas (-1,1%).

Já as Exportações de Bens e Serviços cresceram 1,8%, enquanto as Importações de Bens e Serviços recuaram 13,2% em relação ao primeiro trimestre de 2020.

O PIB totalizou R$ 1,653 trilhão, sendo R$ 1,478 trilhão em VA (Valor Adicionado) a preços básicos e R$ 175,4 bilhões em Impostos sobre Produtos líquidos de Subsídios.

Em comparação com o segundo trimestre do ano passado, o tombo foi de 11,4%. As duas taxas foram as quedas mais intensas da série, iniciada em 1996.

Já no acumulado dos quatro trimestres terminados em junho, houve queda de 2,2% na comparação com o mesmo período anterior.

No 1º semestre de 2020, o PIB caiu 5,9% em relação a igual período de 2019. Nesta comparação, houve desempenho positivo para a Agropecuária (1,6%) e quedas na Indústria (-6,5%) e nos Serviços (-5,9%). O material de apoio das Contas Nacionais Trimestrais está à direita.

 

Fonte:CGN

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar