NotíciasSaúde

Projeto prevê fornecimento de vitamina em postos de saúde para grupo de risco do coronavírus

Projeto de lei na Câmara Municipal de Campo Grande prevê que a Prefeitura forneça suplementação de composto vitamínico, com base de vitamina D, em postos de saúde. O objetivo, segundo o texto, é fortalecimento da imunidade dos pacientes que integram o grupo de risco do coronavírus.

Contudo, a medida é autorizativa, ou seja, se for aprovada pelos vereadores, apenas faz com que a Prefeitura de Campo Grande tenha a possibilidade, mas não obriga sua adoção. Mesmo assim, há prazo de 90 dias para implementação, por parte do município.

Na justificativa, o vereador Júnior Longo (PSDB), autor da proposta, cita que a vitamina D é um hormônio esteroide lipossolúvel essencial para o corpo humano e que, sua ausência, pode gerar “uma série de complicações”.

“A vitamina D é necessária para a manutenção do tecido ósseo, ela também influencia consideravelmente no sistema imunológico, sendo interessante para o tratamento de doenças autoimunes, como a artrite reumatoide e a esclerose
múltipla”.

Ainda, afirma que há estudos epidemiológicos apontando que, um parcela significativa da população mundial, apresenta baixos níveis de vitamina D.

“Além disso, é de suma importância a implementação da medicina preventiva nas unidades de saúde do município, principalmente por ter alta taxa de sucesso, nos tratamentos, bem como com na economia de verbas públicas”.

O projeto de lei foi apresentado na semana passada e ainda passará pelas comissões, até análise dos 29 vereadores de Campo Grande.

 

Fonte:MM

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar