DestaqueMeio AmbienteNotícias

Com ponte interditada, desvio da estrada-parque será feito pela MS-432

As queimadas no Pantanal de Mato Grosso do Sul tem causado diversos prejuízos ecológicos e estruturais. Com uma ponte de 70 metros interditada, na manhã desta quinta-feira (6) a Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) inicia implantação de um desvio para retomar o tráfego na MS-228 (estrada-parque), na altura do entroncamento da rodovia com a MS-432, em Corumbá.

A estrutura de madeira recentemente reformada pelo Governo do Estado foi destruída pelo fogo e era construída sobre uma vazante, situada próxima ao Morro Grande, no sentido Porto da Manga-Lampião Aceso. Técnicos da Agesul estiveram no local e não identificaram a origem o fogo, que se propagou rapidamente e consumiu a estrutura. Em outubro de 2019 o fogo destruiu na região a ponte de 89 metros sobre a vazante do Areião.

O regional da Agesul em Corumbá, Luiz Mário Anache, informou que um desvio construído anteriormente, usado para passagem de caminhões com cargas de resíduos de minério para a obra de cascalhamento da MS-228, será restaurado para a liberação do tráfego, o que deve ocorrer ainda nesta quinta-feira. A pecuária pantaneira e o turismo dependem da estrada.

 

 

                                                                                                                                             Fonte:OPantaneiro

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar