Bonito Blues: sucesso de festival com conceito cultural e preservação da natureza!
2019-06-25 09:43:22

Promover um festival de música é extremamente complicado. Um trabalho que tem que ser organizado com pelo menos oito (8) meses de antecedência e contar principalmente com parceiros e empresas que financiam o evento. O Bonito Blues & Jazz Festival que encerrou na sexta edição, começou dar frutos de felicidades para dois grandes produtores do Mato Grosso do Sul. Verdadeiros guerreiros da arte independente, que apesar de algumas “portas fechadas”, desconfianças, jamais deixaram de lado o desejo que esse evento fosse apenas um sonho. Mato Grosso do Sul, Bonito e principalmente os empresários da cidade devem agradecer e dar mais atenção nas realizações de Afonso Rodrigues Jr e Carlos Porto.

A edição que encerrada no último sábado (22), atingiu todos os objetivos esperados. A produção acertou nos detalhes, como: decoração (plantas, sofás, mesas e tendas), palco, iluminação, sonorização (desta vez sem grandes problemas), banheiros com fácil acesso e limpos, camisetas personalizadas, vendas de bebidas como vinho, batidas, refrigerantes, água, cerveja especial (da apoiadora do evento, Stella Artois), alimentação de primeira, atrações musicais e produção em geral, como recepção e principalmente o atendimento ao público que lotou todos os três dias as dependências do CMU – Centro Múltiplo Uso.

Mas, esse Bonito Blues & Jazz Festival não é apenas um evento musical. Na realidade, o mais importante é que os produtores organizaram esse evento de música com consciência ecológica. Isso mesmo!. Alguns detalhes puderam ser constatados, como por exemplo: lixeiras em todos os cantos e  conscientização do público presente. Não se viu um papel no chão ou as famosas “bitucas” de cigarros ou garrafas de plásticos jogadas ao chão como normalmente ocorrem nos shows. Os cacos das cervejas foram doados para o projeto “Casa de Vidro” que transforma  “lixo” em copos lindos e outras peças artesanais. Outro detalhe muito importante neste evento é que os organizadores encontraram apenas 4 (quatro) garrafas quebradas das centenas vendidas. Um feito!. Uma conscientização das pessoas que estiveram presentes: é isso!. Aliás, o público que esteve do Bonito Blues & Jazz Festival foi diferenciado, consciente e principalmente educado. Segurança? Não precisou justamente porque estes estilos musicais (blues e jazz) além de trazer um espectador seleto, têm o poder de aliviar o stress. O Bonito Blues & Jazz Festival deu gosto que estar presente!

As atrações musicais fizeram apresentações memoráveis: Banda Nosso Mundo, Cinzano Blues, Mokõi Kur’ei, Apoema Trio, Méri Band, Moda Rock, Allan House & Mississipi Jr, Cassino Boogie, Adriano Grineberg e Banda deram esse verdadeiro presente para aqueles que gostam de música de qualidade. O blues, jazz e o rock mostraram mais uma vez que existe sim público para assistir shows desses estilos em Bonito. Apenas um problema ocorreu, porém não prejudicou de maneira alguma o evento e que não foi culpa dos produtores. O não pagamento por cartão de débito ou crédito no local causou incômodo. Algumas pessoas reclamaram sobre esse fato. No entanto, infelizmente a questão da qualidade e instabilidade de sinais das operadoras em certos locais na cidade (o que inclui o CMU) têm sérios pontos falhos. Necessário sim, a própria prefeitura e o governo exigirem que as operadoras resolvam imediatamente essa questão e exigir um trabalho de excelência, principalmente porque Bonito é uma das cidades mais procuradas pelos turistas do Brasil e do mundo. O Bonito Blues & Jazz Festival foi um verdadeiro sucesso e agora é só esperar o próximo ano que com certeza será melhor ainda!

Fonte: Alex Fraga
Comentrios.
Deixe um comentrio.