Proprietário que aderir ao GNV pode ganhar vale-combustível da MS Gás
2019-04-12 12:07:04
Proprietários poderão receber incentivos do Governo para converter veículos para o GNV (Gás Natural Veicular). Programa que prevê concessão de incentivos tributários ao condutor que aderir ao combustível – considerado menos poluente que aqueles à base de petróleo – quer dobrar a frota no prazo de um ano, em Mato Grosso do Sul.

A base do projeto apresentado na Assembleia Legislativa na quinta-feira (11) é a isenção tributária e a concessão de alguns benefícios a quem optar pela conversão, como por exemplo, isenção em taxas de conversão e vale-combustíveis emitidos pela MS Gás (Companhia de Gás de Mato Grosso do Sul).

“Conversamos e a MS Gás tem disposição em dar um benefício a quem aderir. Se você instalar o kit gás, ganharia um cartão com R$ 1 mil em benefício em gás natural para os mil primeiros veículos que fizeram a conversão”, exemplifica o autor, deputado Gerson Claro (PP), que assina o projeto ao lado de Lucas de Lima (SD).

A princípio, o tema é apenas uma sugestão ao Governo, já que a iniciativa de concessão de benefícios fiscal seria atribuição exclusiva do Poder Executivo. Conforme o autor, a economia com uso do GNV chega a 70% em relação a derivados do petróleo, sem contar que o combustível agride menos o meio ambiente.

“Fizemos o estudo para poder incentivar a população a fazer a conversão do veículo ou mesmo comprar veículos novos a gás. Todos estudos apontam que a economia chega, dependendo da quantidade de quilômetros rodados, a 70%. E na questão do impacto ambiental, chega a 80% menos, se comparado a derivados de petróleo”, explica.

Ele cita projetos de expansão de gasoduto, que passa por Campo Grande, a outras regiões do Estado, como Sidrolândia e Dourados. “Aqui em Campo Grande temos em torno de 4,5 mil veículos a gás. As pessoas não fazem tanto a conversão porque ainda é caro. Devido à baixa procura, custa em torno de R$ 6 mil”, conta.

Com o estímulo, segundo Gerson, o serviço deve baratear e trazer ainda benefícios aos sofres públicos, “já que a MS Gás pertence ao Governo. Quando ela vender mais, o Estado vai arrecadar mais”, comemora.
Fonte: MM
Comentrios.
Deixe um comentrio.