Família de atirador abre mão de velório e faz enterro em cemitério afastado
2019-03-14 15:00:43
Em um carro da Prefeitura de Suzano (SP), cobrindo os rostos com as mãos, os familiares de Guilherme Taucci Monteiro, 17, chegaram ao cemitério São João Batista, na periferia da cidade na tarde de hoje. 

O corpo do adolescente, um dos dois autores do massacre de Suzano de ontem, foi enterrado pouco depois de ter sido liberado pelo IML de Mogi das Cruzes, cidade vizinha. Em imagens do circuito interno de segurança, Guilherme foi visto disparando tiros a queima-roupa contra funcionárias e alunos da escola estadual Raul Brasil.

Segundo fontes da prefeitura, Guilherme foi enterrado em um cemitério afastado para evitar protestos --somente a impressa e alguns curiosos acompanharam o sepultamento do lado de fora.

Os corpos das vítimas do atentado serão enterrados no fim da tarde de hoje em um cemitério São Sebastião, próximo ao centro de Suzano.

O caixão permaneceu aberto por cerca de cinco minutos, e o cortejo seguiu para o local do sepultamento.

Funcionários que acompanharam o enterro afirmaram que apenas a mãe, Tatiana Taucci, e cerca de cinco familiares participaram do sepultamento. A família do jovem estaria em conflito, disseram pessoas próximas --Guilherme matou o tio, Jorge, antes de atacar a escola.

Jorge foi sepultado no cemitério Colina das Ipês mais cedo. 

A família veio acompanhada de funcionários de saúde, psicólogos e assistentes sociais, assim como está sendo feito na arena Suzano, onde as vítimas estão sendo veladas.

Um veículo do Garra (polícia civil) e outro da guarda civil municipal estavam no cemitério no momento do funeral por questão de segurança. A família deixou o local às 13h33.
Fonte: UOL
Comentrios.
Deixe um comentrio.