Com aumento de casos, Capital espera nova epidemia de dengue
2019-01-30 08:36:10
Campo Grande está à beira de uma epidemia de dengue. Depois de dois anos com os casos da doença sob controle, a cidade volta a registrar um número alto de notificações logo no início do ano e a ocorrência de epidemia é iminente.

De acordo com a Superintendente de Vigilância em Saúde da prefeitura, Veruska Lahdo, o grande indicador de que haverá uma epidemia na Capital, já nos próximos meses, é a circulação do vírus tipo 2 da doença. “A gente já vem sinalizando a possibilidade de ter uma epidemia no municípío desde setembro do ano passado. Primeiro, porque as epidemias vem ocorrendo de três em três anos e a última foi em 2016. Outro motivo é que já identificamos dengue do tipo 2 na cidade, quando os mais comuns são do tipo 1 e 3”, disse.

O causador da dengue é um vírus, mas seus transmissores (chamados de vetores) são mosquitos, geralmente do gênero Aedes Aegypti. Já não é novidade que os mosquitos se desenvolvem em água parada e limpa, por isso, no verão, quando a chuvas são frequentes, eles se tornam mais comum. “Nós estamos tendo muito calor e umidade e esse é o cenário propício para proliferação do mosquito. Porque chegou o calor e a chuva, os ovos se desenvolvem, e não precisa nem ser tanta chuva”, lembra.
Fonte: CE
Comentrios.
Deixe um comentrio.