McDonald’s ‘emagrece’ o McLanche Feliz e bane o cheeseburger
2018-11-09 15:53:01
O McDonald’s muda a partir de hoje a composição dos combos McLanche Feliz, destinados ao público infantil. O cheeseburger deixa de fazer parte do cardápio e em seu lugar a rede passa a oferecer o mini tasty. O consumidor não terá mais a opção de montar o combo com mcfritas pequena — poderá escolher apenas a versão kids.

As mudanças têm o objetivo de cortar em 47% as calorias do McLanche Feliz. Agora, os combos terão até 600 calorias, quantidade equivalente a menos de um terço da recomendação de ingestão diária para crianças de 6 a 10 anos. A substituição dos itens também vai reduzir a composição de sódio em 650 mg.

Segundo o McDonald’s, as alterações estão em linha com o compromisso global firmado em 2013 e repactuado neste ano com a Alliance for Healthier Generation que tem o objetivo de ajudar famílias a fazerem melhores escolhas nutricionais.

O acordo envolve cinco metas específicas para o McLanche Feliz: oferecer refeições nutritivas; simplificar os ingredientes, retirando corantes, conservantes e sabores artificiais; ser transparente nas informações nutricionais; vender com responsabilidade; marketing responsável.

“Queremos que os pais não se sintam culpados por satisfazer a vontade dos pequenos por uma comida mais descontraída. Cada vez mais buscaremos maneiras de tornar nossos alimentos mais ricos em nutrientes, sem perder o sabor”, afirma João Branco, Diretor de Marketing do McDonald’s Brasil.

Entre as novas opções de escolha de bebida haverá sucos 100% da fruta. Para a sobremesa, foi incluído o purê de maçã 100% natural. Permanecem no cardápio o hambúrguer, os nuggets. a mcfritas kids, tomatinhos, água mineral e o danoninho.

As mudanças ocorrem em meio à crescente preocupação com o aumento da obesidade infantil. Estimativa da Organização Mundial da Saúde indica que 41 milhões de crianças abaixo de 5 anos estão acima do peso no mundo.

Marketing responsável
Em agosto, o McDonald’s foi multado em 6 milhões de reais pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), vinculado ao Ministério da Justiça, por propaganda abusiva para o público infantil. A prática teria ocorrido por meio da realização de shows do Ronald McDonald em escolas.

Na ocasião, o McDonald’s informou que não promove shows em escolas há mais de um ano.

Para o programa Criança e Consumo, do Instituto Alana, outro problema que atinge redes de fast food que vendem lanches associados a brinquedos — caso do McLanche Feliz — é o estímulo ao consumismo, já que as crianças querem colecionar os brindes, fazendo com que os pais comprem mais de um lanche para formar a coleção.

A rede, entretanto, não tem planos de suspender a oferta de brindes associadas ao McLanche Feliz.
Fonte: Veja
Comentrios.
Deixe um comentrio.