Diretoria do conselho estadual de Turismo é empossada
2018-08-29 08:18:12
Para atender as recomendações da lei nº 5.224/2018, referentes a Lei Estadual do Turismo, em Mato Grosso do Sul, foi empossada no início de agosto, a diretoria que administrará o Conselho Estadual de Turismo (CET), nos próximo dois anos.

Na ocasião foi apresentado também, o decreto de criação, os objetivos e as expectativas da atuação do Conselho.

Ao todo, dezenove entidades representantes de diversas entidades ligadas à cadeia do turismo no estado fazem parte do Conselho: ABAV, ABIH, ABRASEL, ATRATUR, Banco do Brasil, Campo Grande Destination, Convention Bureau de Bonito, Fecomércio, Fundação de Turismo do MS, instâncias de governança regionais Cerrado-Pantanal MS, Rota Pantanal-Bonito e Caminho dos Ipês, IMASUL, SEBRAE, SEMAGRO, SENAC, SINGTUR - Sindicato de Guias de Turismo, UEMS, UFMS.

O presidente da ABIH-MS, Marcelo Mesquita, e o diretor de marketing do Convention Visitors Bureau de Bonito, Rodrigo Coinete, foram eleitos como presidente e vice-presidente respectivamente. A Secretaria Executiva ficou sob a responsabilidade da Fundtur-MS, que dará apoio técnico na elaboração do Planejamento Estratégico do Turismo do Estado para os próximos cinco anos.

Após ampla discussão com as entidades, a Fundtur validou a composição por entender que o grupo atende a representação turística do estado. Para o diretor-presidente da Fundação de Turismo de MS, Bruno Wendling, que abriu mão de concorrer à presidência, é fundamental que a iniciativa privada lidere os Conselhos estaduais que, comumente, são presididos por secretários ou dirigentes de turismo de órgãos oficiais.

"A Fundtur entende que o Conselho não pode estar vinculado ao ciclo das administrações públicas, que podem mudar a cada 4 anos com as eleições, e vê o fato como amadurecimento do entendimento da gestão pública", observa o diretor-presidente da Fundtur/MS.

Para o presidente eleito, Marcelo Mesquita (ABIH-MS), a iniciativa privada presidindo o CET fará com o que os empresários fiquem mais próximos do poder público e das políticas públicas implementadas para o turismo, além de dar dinamismo nas estratégias traçadas com o engajamento do empresariado.

Segundo ele, esse é um momento importante para o setor pois o turismo se torna cada vez mais importante para a economia do estado.

O próximo passo é construir o Regimento Interno do CET que começará a ser discutido em reunião marcada para o dia 05 de setembro. A partir dele, serão definidos aspectos norteadores como periodicidade das reuniões e formato do Fórum de Turismo, evento de validação de estratégias e ações e de prestação de contas e ainda o Plano Estratégico do Turismo de MS para os próximos 5 anos, documento previsto em Lei para debater e construir estratégias integradas das entidades do turismo, previsto para ser entregue até novembro deste ano.
Fonte: CE
Comentrios.
Deixe um comentrio.