Colheita do milho safrinha já alcança 126 mil hectares em MS
2018-07-12 12:16:52

A colheita do milho safrinha em Mato Grosso do Sul avançou 70.611 hectares nos últimos dez dias e alcançou a marca de 126.853 hectares. Segundo boletim da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado) divulgado nesta semana, até o dia 6 de julho os trabalhos já haviam sido concluídos em 7,6% do 1,7 milhão de hectares plantados no ciclo 2017/2018.

O levantamento aponta que as propriedades localizadas nos municípios da região norte estão com o processo mais avançado. Nessa área já foram colhidos em média 19,5% da lavoura. São Gabriel do Oeste está com o processo mais avançado, já tendo retirado do campo quase 25% do milho plantado.

Na região central, os trabalhos avançaram em torno de 6,4% da área plantada. Bandeirantes e Jaraguari em estão acima dessa média se aproximando dos 15% de lavoura colhida, enquanto Campo Grande já passa dos 10%.

Os municípios do sul já colheram em torno de 5% das plantações. O processo está mais avançado em Dourados, Itaporã e Sete Quedas.

Milho à espera da colheita na safra passada (Foto: Marcos Ermínio/arquivo)
Milho à espera da colheita na safra passada (Foto: Marcos Ermínio/arquivo)

Segundo a Famasul, a porcentagem de área colhida na safra 2017/2018 está 3% maior do que havia sido registrado no mesmo período no ciclo 2016/2017 com evolução de aproximadamente 4,2% para o estado.

A projeção de produção de grãos para o estado é de aproximadamente 6,936 milhões de toneladas, com queda de 29,31% no volume esperado que era de 9,8 milhões de toneladas. A produtividade é estimada em 68 sacas por hectare.

Em comparação aos dados da safra anterior, também espera-se queda na área plantada em aproximadamente 8,21%, passando de 1,8 milhão para 1,7 de milhão de hectares.

A estiagem afetou seriamente as lavouras na região sul do estado, que podem ter até 40% de perdas na produção segundo a Famasul. Esse percentual leva em consideração todas as áreas semeadas no estado. Individualmente, alguns alguns produtores não conseguirão colher nada este ano.

Na região norte, as plantações não apresentaram problemas e a produtividade é estimada em torno de 90 a 100 sacas por hectare. Na região sul, a expectativa é de 60 a 70 sacas por hectare. Como essa área é mais expressiva nesse cultivo, deve refletir mais na produtividade total.

Fonte: CGN
Comentrios.
Deixe um comentrio.