Cães podem ser responsáveis pela próxima pandemia de gripe
2018-06-08 16:04:31
A próxima pandemia mortal de gripe pode ser causada pelos cães, aponta estudo publicado no periódico mBio. Segundo o Science Alert, o motivo da preocupação é a crescente diversidade de gripes dos cães e as novas evidências de que o vírus pode ser transmitido dos porcos – um dos principais hospedeiros da doença – para os caninos.

Os sinais encontrados pelos pesquisadores são semelhantes à pandemia da gripe aviária, que ocorreu em 2009 e matou mais de 18 mil pessoas, de acordo com números da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Cães: os novos hospedeiros
O novo estudo, realizado pela Escola de Medicina Icahn, nos Estados Unidos, identificou os cachorros como os próximos hospedeiros intermediários da gripe. “A maioria das pandemias tem sido associada a porcos como um hospedeiro intermediário entre vírus aviários e hospedeiros humanos. Neste estudo, identificamos vírus influenza pulando de porcos para cães”, disse Adolfo García-Sastre, diretor do Instituto de Saúde Global e Patógenos Emergentes, ao American Society for Microbiology.

Os pesquisadores encontraram semelhanças entre certos tipos de influenza A de suínos e novas variações nos atuais vírus da doença encontrados em cães depois de analisar sequências genômicas (DNA) de 16 vírus da gripe coletados de 800 cachorros no sul da China, entre os anos de 2013 e 2015. As amostras foram retiradas de animais que visitaram o veterinário em decorrência de problemas respiratórios; cerca de 15% deles foram diagnosticados com gripe.

Apesar de ainda não haver evidências de que seja possível a transmissão da gripe dos cães para os seres humanos, outros estudos já identificaram alguns vírus da doença sendo passado de cavalos e aves para os caninos. Como os cachorros são animais domésticos, eles estão mais próximos das pessoas e, por isso, podem oferecer riscos de contágio maiores no futuro, caso as previsões do estudo estejam corretas.

“Descobrimos outro conjunto de vírus que vem de suínos, mas que tem origem aviária, que estão infectando cães e estão se misturando com outros vírus caninos. Isso indica que está começando a haver uma interação entre eles”, alertou García-Sastre.

Mistura de vírus
Em 2009, a gripe aviária foi transmitida aos porcos, misturando-se com cepas existentes nesses animais e gerando um vírus diferente, que acabou sendo transferido para humanos, que ainda não haviam desenvolvido imunidade a ele.

Para haver uma próxima pandemia, é preciso que constatar se essa mistura de cepas de gripe que se desenvolve em cães pode ser prejudicial à população humana, mesmo que ainda não existam provas de que a transmissão entre as duas espécies seja possível.

No entanto, as chances de uma uma pessoa ser infectada no futuro aumentam à medida em que os vírus se misturam e se tornam mais diversificados.”A diversidade de cães aumentou tanto agora que o tipo de combinações de vírus que podem ser criadas em cães representa um risco potencial de um vírus pular para um cão em um ser humano”, comentou García-Sastre.

Por causa disso, a equipe de pesquisa recomenda precauções para restringir a disseminação dos vírus da gripe entre os cães, com programas de vacinação, por exemplo.

Alerta: não entre em pânico
Os dados são importantes e devem servir de alerta para as autoridades de saúde mundiais, entretanto, como os cães envolvidos no estudo eram todos de uma única região da China, os pesquisadores afirmam que não há qualquer necessidade de entrar em pânico, já que a realidade pode não ser a mesma em outras partes do mundo.

Outra ressalva é que uma pandemia só ocorreria se o vírus que pula dos cães para os humanos fossem facilmente transmitidos entre as pessoas.
Fonte: Veja
Comentrios.
Deixe um comentrio.