Você é intolerante ao glúten? Conheça os verdadeiros sinais do problema
2018-06-08 14:28:44
A intolerância ao glúten, também conhecida como sensibilidade ao glúten não-celíaca, é uma condição crônica, caracterizada pela alergia a produtos à base de trigo, cevada e centeio. Embora seja uma doença sem muita gravidade, ela atinge cerca de 2 milhões de brasileiros por ano, especialmente a população acima dos 20 anos.

Além disso, por apresentar sintomas como inflamação intestinal, inchaços e erupções cutâneas, muitas vezes ela é confundida com uma problema ainda mais raro: a doença celíaca, doença auto-imune grave que pode danificar o sistema digestivo. Outra possível confusão pode acontecer com a alergia ao trigo, que pode ser fatal uma vez que alguns sintomas podem prejudicar a respiração ou causar perda de consciência, o que não acontece na doença celíaca ou na intolerância ao glúten.

Para descobrir o diagnóstico correto, é necessário fazer um exame de sangue, que vai analisar a presença de anticorpos que possam indicar a doença celíaca. Se o resultado for negativo para esta condição, é possível que o indivíduo seja intolerante ao glúten, embora só seja possível confirmar o problema depois da redução ou remoção da substância da dieta. Como não existem testes específicos para detectar a sensibilidade ao glúten, apenas o monitoramento da dieta, através de registros dos alimentos ingeridos e os sintomas vivenciados, será capaz de confirmar as suspeitas.

Intolerância ao glúten
Para facilitar a compreensão da intolerância ao glúten, o site especializado Medical News Today preparou uma lista com alguns sintomas comuns à condição e quais alimentos possuem a substância.

Sintomas
1. Diarreia e constipação: experimentar problemas digestivos é normal, mas casos regulares de diarreia e constipação podem ser um sinal de intolerância ao glúten. Pessoas com a doença celíaca também podem sofrer com estes sintomas, além de notarem um odor muito desagradável nas fezes em decorrência da má absorção de nutrientes.

2. Dor abdominal: Este sintoma pode ter várias causas, mas se eles costumam ser mais frequentes sem qualquer motivo aparente, é possível que o indivíduo sofra do distúrbio.

3. Inchaço: Apesar de comida em excesso ser o motivo mais comum para o inchaço, ele é outro sintoma muito comum em pessoas com intolerância ao glúten, caracterizado pela constante sensação de estômago cheio, independente da quantidade de comida ingerida. O acúmulo de gases também pode estar associado a esse sintoma.

4. Náusea: Se manifesta particularmente depois do consumo de uma refeição contendo glúten.

5. Dores de cabeça: Quando regulares, as dores de cabeça podem ser um indicativo de intolerância ao glúten.

6. Fadiga: Também pode ter causas diferentes, mas sentimentos persistentes de cansaço que prejudicam o funcionamento diário é um alerta para a possibilidade da condição.

Outros sintomas comuns: dor nas articulações e nos músculos, depressão ou ansiedade, confusão (ou desorientação) e anemia.

Que alimentos devo evitar?
As pessoas que têm intolerância ao glúten devem, na medida do possível, evitar qualquer comida com glúten, portanto, alimentos e ingredientes abaixo devem ser removidos ou reduzidos na dieta.

1. Trigo e quaisquer derivados dele, como espelta ou alimentos, como massa, pão e pastelaria, macarrão, panquecas, waffles e crepes, e biscoitos;

2. Cevada, incluindo malte e bebidas maltadas;

3. Centeio e cereais;

4. Levedura de cerveja e cervejas em geral;

5. Molhos em geral.

Reduzir ou eliminar?
Tanto a doença celíaca quanto a intolerância ao glúten são condições incomuns, mas os sintomas associados a elas são generalizados e têm muitas causas potenciais. Isso significa que o diagnóstico errôneo pode acontecer com frequência.

A situação ainda é agravada pelas tendências de dieta que sugerem que o consumo de glúten tem implicações adversas para a saúde. Entretanto, existem poucas pesquisas para sugerir que a exclusão do glúten de uma dieta traga quaisquer benefícios à saúde para pessoas que não sofrem com estas doenças.

Além disso, mesmo para aquelas pessoas que são identificadas como tendo intolerância ao glúten, não está claro quanto benefício elas recebem por seguir uma dieta sem glúten.
Fonte: Veja
Comentrios.
Deixe um comentrio.