Morre menino de 10 anos vítima de acidente com van escolar
2018-04-14 13:30:38
Foi confirmada a morte de um menino de dez anos de idade, uma das vítimas de uma colisão entre um caminhão e uma van escolar na manhã desta sexta-feira, 13, em Carapicuíba, na Grande São Paulo. Não foi divulgada mais nenhuma informação sobre a vítima.

O caminhão perdeu o freio e desceu desgovernado, entrando em choque com um veículo particular, atingido apenas na traseira, depois na van e acabou no quintal de uma casa. Os dois passageiros do veículo e a família que vive na residência não sofreram nenhuma escoriação. O acidente provocou um barulho ouvido a pelo menos um quarteirão de distância, de acordo com testemunhas.

O acidente deixou ao menos 15 crianças feridas – duas delas estavam em estado grave na tarde desta sexta-feira. Uma aluna teve politraumatismo e foi transferida, pelo helicóptero da Polícia Militar, para o Hospital das Clínicas de São Paulo. Outra criança sofreu uma parada cardiorrespiratória.

O comerciante Bruno Domingos conta que ajudou no resgate. Ele disse que ouviu o barulho e correu para ver o que era: as crianças estavam muito assustadas e chorando e a motorista estava do lado de fora da van, na calçada. Domingos conta que fez massagem cardíaca em uma criança que não conseguia respirar e, quando os Bombeiros chegaram, ela estava melhor.

Ester, assistente administrativa no Hospital de Barueri que estava no carro atingido ao lado do marido, afirmou que aquele cruzamento é “considerado perigoso na região”, por se tratar do final de rua íngreme pela qual passam diariamente caminhões. Uma testemunha que estava na rua viu todo o acontecido e irá à delegacia prestar depoimento.

Os moradores afirmam que o local tem grande fluxo de caminhões e que os acidentes são constantes — não há sinalização e a parte mais alta do bairro abriga várias empresas. Há um mês um caminhão perdeu o controle e atingiu o portão de uma casa. Edna Leal, mãe de Ana Clara, cobra melhor sinalização e restrição ao trânsito de caminhões no local.
Fonte: Folha
Comentrios.
Deixe um comentrio.