Mato-grossense denuncia agressão de namorado em Camboriú
2018-01-10 15:30:02
Relato foi postado com fotos nas redes sociais da bancária, que também registrou um BO
A mato-grossense Mel Di Pietro denunciou ter sido agredida pelo namorado na madrugada de segunda-feira (8) em Balneário Camboriú (SC). A jovem é bancária e natural de Rondonópolis, mas mora em Itajaí, cidade portuária em Santa Catarina.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar catarinense, o casal estava no drive-thru de uma rede de fast food, quando começou uma discussão acalorada.

Após a briga, o ex-namorado a teria levado para o apartamento dele e a agredido.

O caso ganhou repercussão após postagem da bancária nas redes sociais. No Facebook ela disse que o ex-namorada já demonstrava sinais de agressividade mesmo antes do fato.

“Com o tempo te reprimem, querem te proibir de fazer tal tipo de coisa, começam a te afastar dos seus amigos, acham que são donos, eles sabem e decidem tudo. Logo vem os primeiros sinais, afinal a agressão não é só a física. E é aí que erramos, em achar que vão mudar, que nunca farão o mesmo”, diz trecho.

“Quem agride uma vez, agride sempre. É da pessoa, da sua falta de caráter. Infelizmente tive que passar por isto para aprender. E o que me dói além de todos estes machucados é saber que tem tanta gente sofrendo como eu, mas calada...”, diz na postagem feita na noite de segunda-feira.

Após a repercussão, Mel fez outra postagem, na tarde desta terça-feira (9), afirmando que o ex-namorado havia se defendido nas redes sociais.

“O cara vai, enche a mulher de porrada, aí se explica em suas redes dizendo que teve motivos? Mas, aos olhos de muita gente, é só mais um homem doente. Doente de ciúme. Sem controle das próprias emoções”, disse.

Mel ainda pede para que as mulheres criem coragem para denunciar agressores .

“A maioria das vítimas de violência doméstica tem medo de denunciar, seja pelo receio de despertar ainda mais a ira do companheiro, por falta de apoio e suporte nas delegacias, enfim, vários outros motivos”. 

Até o fim da tarde desta terça-feira, as postagens somavam mais de 1,4 mil acessos.
Fonte: MN
Comentrios.
Deixe um comentrio.