Das oito principais rotas de entrada de armas no Brasil, duas são em MS
2018-01-09 09:47:11
Arsenal sai das cidades fronteiriças do Paraguai, passando pelo Paraná ou Mato Grosso do Sul

Levantamento da PF (Polícia Federal) mostra que fica em Mato Grosso do Sul duas das oito principais rotas para ingresso de armas no Brasil. O destino é abastecer facções criminosas.

De acordo com o jornal o Estado de São Paulo, a cidade de Ponta Porã, na fronteira com Pedro Juan Caballero (Paraguai), é a quarta colocada no ranking das principais vias terrestres usada pelos criminosos. Já a fronteira entre Corumbá e Puerto Suarez (Bolívia) ocupa a quinta colocação.

O ranking é liderado pela fronteira de Santana do Livramento (Rio Grande do Sul) e Rivera (Uruguai), seguido pela Tríplice Fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Pistolas e revólveres vêm do Paraguai, enquanto rifles e fuzis têm origem no Estados Unidos. O levantamento foi realizado a partir do rastreamento de 9.879 armas aprendidas pela PF.

As principais rotas terrestres começam em lojas nas cidades fronteiriças do Paraguai, passando pelo Paraná ou por Mato Grosso do Sul e depois são distribuídas em São Paulo e Rio de Janeiro.

Arsenal – Em maio de 2017, um arsenal passou por Mato Grosso do Sul e foi apreendido em São Paulo. O carregamento foi enviado pelo narcotraficante Marcelo Fernando Pinheiro Veiga, o Marcelo Piloto, um dos principais chefes do Comando Vermelho, preso em 13 de dezembro no Paraguai.

Segundo o próprio traficante, a carga era enviada em fundos falsos de caminhões que passavam por Mato Grosso do Sul e São Paulo. Quando o carregamento chegava ao destino, Piloto chegava a lucrar R$ 500 mil com cada carga.

Fonte: CGN
Comentrios.
Deixe um comentrio.