Deliverys de saladinhas são boas opções para firmar o projeto verão 2018
2018-01-06 09:30:40

Novo ano, novas dietas e, mais uma vez, a falta de tempo ou a preguiça são inimigas de quem busca por uma alimentação regrada saudável. Mas como a equipe de reportagem  acredita que dessa vez vai, fomos atrás de locais que vendem e entregam saladas em potes, com nutrientes equilibrados e uma variedade bacana de ingredientes. 

A primeira dica de espaço fica na Bom Pastor, é a Dom Pote Salada. Ao ligar no número indicado na página do Facebook, recebemos a informações de que os pratos são servidos no pote de um litro, o cliente pode escolher a salada que mais gosta de comer, numa espécie de Spoletto fitness, ou optar por uma combinação já pronta. Há a opção de adicionar uma proteína, sendo ela frango, peixe ou filé.

A entrega é cobrada de acordo com a região. Dá pra economizar na taxa se forem pedidas acima de duas saladas. Dá pra comprar avulso ou fechar pacote mensal, que ganha desconto de 5% e a entrega fica reduzida a R$ 2. Mensalistas que busca no restaurante ganha 10$ de desconto.

No Papa Jardim, o cliente escolhe o tamanho da salada, e é quem decide por todos os ingredientes, distribuídos em seis grupos de alimentos, dentre folhas, legumes, carboidratos, grãos e queijos. A pequena pesa 500g, com direito de escolha de um ingrediente em cada um dos grupos. A média leva 750g e a grande dá pra duas pessoas porque vem com1kg de salada.

A encomenda chega na casa do cliente com temperos a parte e sem conservantes. A entrega sai a R$ 3, mas fechando a pacote de 15 ou 20 saladas, a taxa não é cobrada.

Há também o delivery Mr. Pote Salada. O local trabalha só com entregas e o valor médio dos potes com sabor já definido é de R$15. Aqui também dá pra montar a sua própria salada, mas parece que as prontas compensam mais.

O cliente interessado fecha um pacote com eles, que pode ser semanal ou mensal, e ganha desconto na entrega e no valor final.

Os três locais funcionam de forma bem semelhante. Alguns oferecem mais variedade, outros têm um preço mais em conta. Vale o leitor pesar na balança os valores, colocar na ponta do lápis, e conferir se tirar um tempinho preparando a própria comida compensa ou não. 

Fonte: CGN
Comentrios.
Deixe um comentrio.