Estragos de chuvas aguardam recuperação há seis anos
2018-01-06 08:47:49

Alguns estragos causados pelas chuvas em Campo Grande aguardam há pelo menos seis anos por recuperação. É o caso do Rio Anhanduí, que corta parte da Avenida Ernesto Geisel e do Lago do Rádio Clube, no Bairro Vila Morumbi. 

Com projeto idealizado  entre 2011 e 2012, a revitalização do Rio Anhanduí chegou a ser licitada, mas não andou. Na época, a obra estava orçada em R$ 43 milhões. A empresa que venceu a licitação iniciou as intervenções em agosto de 2012, mas desistiu devido à obra ter se tornado onerosa. A empreiteira abandonou o projeto no início de 2014. 

Em 2015, nova licitação chegou a ser aberta, mas foi suspensa. A revitalização seria a partir da Rua Santa Adélia, na altura do Shopping Norte Sul Plaza, até a Avenida Campestre, no Aero Rancho. Seria ainda construído o Parque Linear Anhanduí. O projeto foi orçado em R$ 68 milhões.

O processo foi retomado no ano passado, com resultado em outubro. O valor final ficou em R$ 48.497,999,21, para revitalizar 4,8 km (nas duas pistas), entre as ruas Santa Adélia e do Aquário. 

De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep), a previsão é que as obras sejam iniciadas em março, quando o período de chuvas terá dado trégua. “O processo para assinatura dos contratos está em fase de conclusão e a partir daí a documentação será encaminhada para análise da Caixa Econômica Federal”, informa a secretaria em nota.

Fonte: CE
Comentrios.
Deixe um comentrio.