Fim do Enem não significa que estudos vão acabar, revelam estudantes
2017-11-13 08:33:25

Com a aplicação da segunda e última prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), na tarde de ontem (12), muitos candidatos garantem que vão adiar o descanso e focar na preparação para provas de vestibulares em universidades públicas e privadas brasileiras.

É o caso da candidata ao curso de direito, Samira Alessandra da Rocha, 17. Focada em conseguir uma vaga em uma universidade pública, a estudante revelou a reportagem do Campo Grande News que a vai se dedicar ainda mais a preparação. "As provas do Enem foram muito cansativas, mas ainda não vou descansar. Pretendo continuar estudando para os vestibulares da UFGD e UFMS", garante.

Outro que não vai abrir mão dos estudos, é o candidato a uma vaga ao curso de engenharia de produção, Vitor Sandim. Confiante por ter ido bem, principalmente na primeira prova, o jovem revelou que vai "continuar fazendo cursinho até o final do ano", para aumentar as chances de ir bem nos vestibulares.

José Henrique Ferreira Vilela, 18, que está em dúvida entre o curso de direito e geografia, também vai dar continuidade na rotina de estudos, principalmente por ainda estar concluindo o ensino médio. "Vou terminar o ano estudando e me preparar para conciliar faculdade com o trabalho no ano que vem", afirma o estudante que acredita conseguir alcançar médias entre 600 e 700 pontos no Enem. "Essa segunda etapa foi bem mais difícil, mas como a nota de corte de geografia é menor, acredito conseguir passar", completou.

Para aqueles que depositam todas as fichas no Enem, o jeito agora é esperar. Mônica Alencar, 17, conseguiu se sair bem na prova do ano passado e, apesar de conseguir uma vaga em universidade pública para cursar direito, não pode assumir por não ter concluído o ensino médio. Agora, a estudante está confiante e ansiosa para o resultado. "A partir de agora não tem muito o que fazer, vou tentar descansar um pouco, mas ainda tenho que concluir o terceiro ano, então o jeito é estudar", relata a estudante.

Fonte: CGN
Comentrios.
Deixe um comentrio.