Filme paraguaio indicado ao Oscar será exibido sexta-feira na fronteira
2017-11-08 11:25:02
As exibições serão realizadas no auditório Alberto Morelo, na sede da Gobernación, em Pedro Juan Caballero
Um jovem encontra um mapa em um livro que pertencia à seu avô e acredita que ele o guiará para um tesouro escondido durante a Guerra do Paraguai. Com amigos ajudando na empreitada, ele decide ir atrás da suposta fortuna escondida. Esta é a sinopse do filme “Los Buscadores”, uma excelente produção cinematográfica paraguaia.

O filme dirigido por Juan Carlos Maneglia e Tana Schémbori foi indicado para concorrer ao Oscar 2018 de melhor filme latino. Trata de um tema que ocupa boa parte no imaginário popular dos paraguaios e também dos fronteiriços: a busca por tesouros que teriam sido enterrados durante a Guerra do Paraguai, ou Guerra da Tríplice Aliança (1864-1870).

Ao traçar um retrato da sociedade e da classe baixa do país com tons hollywoodianos, o filme conquistou o público e arrecadou diversos prêmios

A população da fronteira terá a oportunidade de assistir ao filme e conversar com alguns de seus protagonistas na próxima sexta-feira (10). Estão programadas duas sessões: às 18 e às 20:30 horas. As exibições serão realizadas no auditório Alberto Morelo, na sede da Gobernación, em Pedro Juan Caballero.

Depois de cada sessão haverá debate e seção de fotos e autógrafos com os artistas. As pessoas interessadas podem adquirir ingressos antecipadamente através dos telefones 0975386966 e 0985602241 (whatsapp).

Os ingressos custam 20 mil guaranis, o equivalente a R$ 16,00.

“7 Cajas”
“Los buscadores” é o segundo filme da dupla de diretores, que já havia feito sucesso mundo afora com o longa-metragem “7 Cajas” (2012), a maior bilheteria do Paraguai de todos os tempos. Ao traçar um retrato da sociedade e da classe baixa do país com tons hollywoodianos, o filme conquistou o público e arrecadou diversos prêmios nos festivais de San Sebastián, Lima, Miami, Palm Springs e Skip City, além de ter sido lembrado em Toronto, Seattle e ser indicado ao Goya (o Oscar espanhol) de melhor filme estrangeiro.

Tamanho reconhecimento catapultou os nomes de seus diretores Juan Carlos Maneglia (conhecido como Juanca) e Tana Schémbori, que já produziram curtas, séries de TV e deram a sorte grande (graças ao seu talento, vale ressaltar) no primeiro longa-metragem de suas carreiras e agora lançam mais uma obra que promete dar mais visibilidade à produção áudio-visual do país hermano.
Fonte: PE
Comentrios.
Deixe um comentrio.