Festival América do Sul Pantanal é adiado para maio de 2018
2017-10-26 18:12:08
Falta de recursos provoca adiamento do Festival
O secretário estadual de Cultura e Cidadania, Athayde Neri, anunciou na tarde desta quinta-feira o adiamento do Festival América do Sul Pantanal. A justificativa principal é dificuldade para captação de recursos via Lei Rounet, o que inviabilizou o evento.

Com apresentações culturais e debates reunindo nomes de 12 países, o Festival estava previsto para ocorrer entre novembro e dezembro deste ano. Mas a expectativa ficou para maio de 2018.

Até agora, a única atração confirmada era o rapper Criolo. Segundo Athayde Neri, a organização já entrou em contato com a produção do artista para negociar uma nova data. Os editais de seleção para escolher representantes regionais no evento continuam válidos, garante. "Ganhamos mais tempo para pensar o evento e preparar a divulgação dos atrativos de Mato Grosso do Sul", diz o secretário.

A 14ª edição do Festival América do Sul Pantanal foi incluída no Pronac (Programa Nacional de Apoio à Cultura)) para captação de R$ 2,4 milhões pela Lei Rounet. Mas a aprovação do projeto não significa dinheiro em caixa. O aval serve apenas para tentar convencer empresários a investirem em cultura, em troca do abatimento desses valores em impostos federais.

A prefeitura de Corumbá é parceira na realização e alega que também não poderia arcar com custos. O prefeito Ruiter Cunha participou da coletiva na tarde de hoje e disse que enfrenta a queda de cerca de 10% na arrecadação do município em 2017.

Além da falta de recursos, o governo defende que maio é uma época mais interessante para atrair turistas ao Estado, porque a região está em alta temporada, com pesca liberada nos rios de Mato Grosso do Sul. "Ano que vem também comemoramos 150 anos da retomada da Laguna", comenta o prefeito sobre o que considera outra vantagem do adiamento.
Fonte: CGN
Comentrios.
Deixe um comentrio.