Lewis Hamilton mostra 'hipercarro' híbrido da Mercedes com mais de 1.000 cv
2017-09-13 11:09:37
Hamilton não só levou o carro ao palco, mas também ajudou em todo o desenvolvimento. 'Espero que o primeiro deles seja meu', brincou. Marca também anunciou 'eletrificação' de seus carros.
O piloto de Fórmula 1 Lewis Hamilton foi encarregado de mostrar ao mundo na última segunda-feira (11) o primeiro projeto de "hipercarro" híbrido da Mercedes-AMG, que estreia no Salão de Frankfurt, na Alemanha.

O modelo usa o mesmo motor 1.6 V6 turbo a gasolina da Fórmula 1, mas ele vem aliado a outros quatro propulsores elétricos: um integrado no turbocharger, outro diretamente no motor a combustão e outros dois em cada roda da frente.

Mercedes-AMG Project One deve fazer de 0 a 200 km/h em menos de 6 segundos

A potência do conjunto híbrido supera os 1.000 cavalos, enquanto a velocidade máxima vai ultrapassar os 350 km/h. Como comparação, a LaFerrari, outro supercarro híbrido, tem 963 cv e alcança os 350 km/h.

Hamilton não só levou o carro ao palco, mas também ajudou em todo o desenvolvimento. "Espero que o primeiro deles seja meu", brincou o piloto. Já o presidente do grupo Daimler, Dieter Zetsche, despistou: "veremos".

Segundo o executivo da Mercedes, quando o Project One for produzido será em número bastante limitado, o que deixará muita gente desapontada, e alguns poucos "felizes".

A expectativa é de que o modelo seja produzido a partir de 2019 e custe cerca de € 2,2 milhões (aproximadamente R$ 8,2 milhões).

O interior também lembra um modelo da Fórmula 1, principalmente pelo formato do volante, mas ele leva duas pessoas. Até mesmo as duas telas de 10 polegadas foram feitas em material leve para reduzir o peso do carro.

Elétricos
Ao mesmo tempo em que a Volkswagen, a Mercedes-Benz também anunciou que todos os seus carros terão versão elétrica ou híbrida até 2022 - o prazo da rival alemã é 2030.

A Daimler, dona da Mercedes, também quer converter seus modelos Smart.

"Em 2022, todo o catálogo de produtos Mercedes-Benz estará disponível em versão elétrica para oferecer o máximo de escolha aos nossos consumidores", disse o presidente do grupo, Dieter Zetsche, em um dia dedicado aos investidores em Sindelfingen, no sul da Alemanha.

No total, haverá "mais de 50 versões de veículos", tanto híbridos quanto elétricos, declarou Zetsche.

Já o diretor financeiro da Mercedes-Benz, Frank Lindenberg, prevê que, em 2025, 25% das vendas da marca serão de modelos elétricos.

No fim de semana, a China anunciou que estuda proibir, em médio prazo, a produção e a venda de carros com combustíveis fósseis (gasolina e diesel). A decisão pode revolucionar o setor em nível mundial e dar um impulso definitivo aos carros elétricos.

Além de Volkswagen e Mercedes, a sueca Volvo também já tinha anunciado a "eletrificação" de seus carros a partir de 2019. E a BMW também divulgou que dará ênfase aos carros elétricos, lançando, até 2025, 25 modelos com essa opção de motor, 12 totalmente elétricos.

Fonte: G1
Comentrios.
Deixe um comentrio.