Polícia investiga brasileiros acusados de ameaçar professora no Paraguai
2017-09-13 09:03:27

Um casal de brasileiros foi acusado de ameaçar de morte uma professora da escola mais tradicional de Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha de Ponta Porã (MS). As ameaças, denunciadas à Polícia Nacional, teriam ocorrido após uma suposta agressão da professora contra o filho dos brasileiros.

O caso ocorreu na Escola Parroquial Perpetuo Socorro, coordenada por padres redentoristas. A denúncia foi registrada na delegacia regional da Polícia Nacional pela diretora da escola, Dolly Ortiz. O boletim de ocorrência não foi divulgado, mas o Campo Grande News apurou que a vítima da ameaça é a professora Julia Maria Torres e o acusado é o brasileiro identificado como Vilmar dos Santos.

De acordo com a denúncia, a professora teria chamado a atenção do aluno por ele não ter feito tarefa. Informados sobre o ocorrido, os dois brasileiros teriam ido à escola e ameaçado matar a professora. Eles teriam chegado ao local aos gritos e chegaram a ameaçar invadir a sala de aula, segundo as testemunhas. Os fatos ocorreram na sexta-feira (8), mas só ontem chegou ao conhecimento da mídia da fronteira.

A investigação está sob responsabilidade da Divisão de Homicídios da Policia Nacional do Paraguai, já que a professora foi ameaçada de morte, conforme a denúncia. As ameaças revoltaram pais de outros alunos do estabelecimento de ensino. A professora não foi mais trabalhar, por medo de sofrer algum tipo de violência.

Fonte: CGN
Comentrios.
Deixe um comentrio.