Takimoto: MS precisa de centros específicos para combater obesidade
2017-09-07 13:43:36
A criação de programas e serviços de prevenção e combate à obesidade, com a construção ou estruturação de centros especializados nos principais municípios, foi solicitada formalmente pelo deputado estadual George Takimoto (PDT) ao governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Cópia da reivindicação foi enviada ao secretário estadual de Saúde, Nelson Tavares.

Na indicação, aprovada por unanimidade na Assembleia Legislativa, o deputado sugere a instalação de núcleos de atendimento multidisciplinar formados por profissionais da saúde e do ensino: médicos, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, professores de educação física, entre outros.

Takimoto opina que as estatísticas tornam imperativa essa providência em Mato Grosso do Sul, tendo em vista o avanço das patologias relacionadas ao excesso de peso. “A cada cinco brasileiros um está obeso. E Campo Grande, com 58%, já é a segunda capital brasileira entre as populações enquadradas no ranking de obesidade, fator determinante para chamar o poder público do Estado à sua responsabilidade na defesa da saúde pública”, afirma.

Ao invocar o artigo m194 da Constituição Federal (“a saúde é um direito de todos e dever do Estado”), Takimoto destaca a vulnerabilidade das pessoas que dependem da assistência oficial: “A clientela do Sistema Único de Saúde (SUS) necessita dispor de serviços e programas que as capacitem a melhorar sua qualidade de vida, combatendo e prevenindo a obesidade. Com isso, além de adquirir garantias de sustentabilidade física e emocional, a população vai deixar também de congestionar as filas do SUS por causa de várias patologias decorrentes do excesso de peso, como o diabetes e a hipertensão”, enfatiza.
Fonte: MSN
Comentrios.
Deixe um comentrio.