Sob o calor na Colômbia, Brasil empata e interrompe série de vitórias
2017-09-06 08:52:14

Foi difícil como se esperava, mas sem confusões como se imaginava. Sob o calor infernal de Barranquilla, Colômbia e Brasil empataram por 1 a 1 na tarde desta terça-feira. Sem as polêmicas que marcaram os confrontos entre as duas seleções desde a Copa de 2014, os rivais fizeram um jogo leal e equilibrado.

A Seleção não repetiu o nível das últimas atuações: foi bem entre o fim do primeiro tempo e o início do segundo, quando Neymar mais apareceu, O resultado interrompeu a série de nove vitórias seguidas nas eliminatórias, mas acabou sendo um bom teste diante daquela que Tite considera, junto com o Brasil, a melhor seleção sul-americana do momento.

PRIMEIRO TEMPO

A Colômbia saiu para o jogo desde o início, mas parou na marcação do Brasil. A melhor chance nasceu em um erro de Fernandinho, quando James chutou para defesa fácil de Alisson. Quase sem ser ameaçado, o Brasil tinha tranquilidade para jogar e esperar os espaços. E eles surgiram com Neymar. Quando o camisa 10 aparecia, as chances eram criadas. Na primeira, o chute de Firmino parou em Ospina. Na segunda, o próprio Neymar mandou para fora. Na terceira não teve jeito: ajeitada do Craque e golaço de Willian.

SEGUNDO TEMPO

A história do jogo mudou logo no início do segundo tempo, quando Arias cruzou e Falcao Garcia cabeceou para empatar o jogo. O gol antes dos 10 minutos inflamou a torcida e deixou o jogo um pouco mais animado. Precisando da vitória para se tranquilizar nas competição, a Colômbia se lançou ao ataque, mas pouco criou. O Brasil até teve boas chances. Na melhor delas, Neymar errou o domínio após corta-luz de Jesus. Mas a Seleção, talvez pelo forte calor e pela vida já resolvida nas eliminatórias, pareceu se contentar com o empate.

CLASSIFICAÇÃO

Já campeão simbólico das eliminatórias, o Brasil foi a 37 pontos com o empate. A Colômbia, vice-líder, chegou a 26, mas pode ser ultrapassada por Uruguai e Argentina que ainda jogam na rodada.

TERMÔMETRO NEYMAR

Pivô das últimas confusões contra a Colômbia, Neymar foi o termômetro do Brasil em Barranquilla. Quando o camisa 10 apareceu, a Seleção esteve perto do gol. Foi assim na assistência para Willian abrir o placar com um golaço. No segundo tempo, o craque apareceu menos. No fim, acabou nem sendo tão caçado em campo como está acostumado diante dos colombianos: apenas duas faltas sofridas.

Fonte: GE
Comentrios.
Deixe um comentrio.