Bonito recebeu 72,4 mil visitantes até abril e Gruta mantém taxa de ocupação acima de 60%
2017-05-18 09:16:36

Juntando os quatro primeiros meses de 2017, Bonito, no interior de Mato Grosso do Sul, já recebeu 72.479 visitantes. O número é mais que o triplo da população da cidade, que segundo o Censo 2016 é 21.267, mas ainda sim, permanece abaixo do que o registrado no mesmo período de 2016.

Conforme boletim mensal apresentado pelo Observatório de Turismo e Eventos de Bonito (OTEB), coordenado pelo Bonito Convention & Visitors Bureau, em abril deste ano, por exemplo, mesmo com três feriados prolongados, contando o do Dia do Trabalhador, comemorado em 1º de Maio, a cidade recebeu 14. 771 turistas, enquanto em abril do ano passado foram contabilizados 16.925 visitações. Como consequência, os hotéis tiveram queda de 6% na taxa de ocupação no último mês.

A taxa de ocupação da Gruta do Lago Azul, considerada o cartão postal da cidade, também caiu. De 72% em abril do ano passado, foi para 64% no mesmo período deste ano. Porém, em janeiro de 2017 foi registrado o maior percentual em seis anos, chegando a 92% do total permitido.

Os balneários continuam liderando a preferência dos turistas. Em abril foram 11.772 visitações nesses atrativos. Em segundo lugar ficam os passeios de flutuação com 9.526  e em terceiro as grutas com 8.350.

 Ainda segundo o levantamento, das pessoas que passaram pela Gruta do Lago Azul no último mês, 30.99% eram de São Paulo, 12,41% do Rio de Janeiro e 10,49% do Paraná. Dos turistas estrangeiros, Paraguai, Argentina e Bolívia são os países que mais enviaram visitantes para Bonito de janeiro a abril de 2017.

Em 2016 Bonito recebeu 212.817 visitantes. A taxa de ocupação da Gruta do Lago Azul, teve julho como o melhor mês, atingindo 89% do total permitido.

São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná também foram os maiores visitantes do atrativo, enquanto no cenário internacional, a Alemanha foi quem mais mandou turistas para a cidade, seguida de Paraguai e do Estados Unidos.

Fonte: Portal da Educativa
Comentrios.
Deixe um comentrio.